sábado, 13 de novembro de 2010

Espero por Esperança


a esfera em torno de si mesma me ensina
a espera
a espera me ensina
a esperança
a esperança me ensina
uma nova espera
a nova espera me ensina de novo
a esperança na esfera
a esfera em torno de si mesma me ensina
a espera
a espera me ensina
a esperança
a esperança me ensina uma nova espera
a nova espera me ensina uma nova esperança
na esfera
a esfera em torno de si mesma me ensina
a espera
a espera me ensina
a esperança
a esperança me ensina uma nova espera
a nova espera me ensina
uma nova esperança
na esfera


Cassiano Ricardo

25 comentários:

Anónimo disse...

Até gosto. Mas a "esfera", a rodar com tal velocidade, prejudica a leitura do texto. Não permite a concentração necessária. Não podes pôr a coisa a rodar mais lentamente, digamos, poeticamente?

João Rato disse...

As críticas são sempre bem vindas!
Já estava cansado de rodar a esfera:
vou já tirá-la!
Obrigado

Kaotica disse...

Tira nada. Deixa ficar a esfera a rodar rapidamente, que se dane a poesia, se sentes assim a esfera a rodar feito doida deixa ficar a esfera fazendo rodar a tua mente. Pelo menos não está parada!
'Brigada pela visita. Às vezes sou muito engrata com as visitas.
Abraços

João Rato disse...

Kaotica
Prontos! Não porra! Pronto!
Eu serei sempre aquilo que me disserem que querem que eu seja!
Vou pôr outra vez a esfera a rodar.

Anónimo disse...

Não quero acreditar! Outra vez aquela coisa às voltas? Não resistes a um rabo de saia! Basta uma Kaotica qualquer para mudares de ideias. Não mudaste...

João Rato disse...

Pronto eu tiro outra vez a esfera!

Anónimo disse...

És mesmo um pau mandado! Oh põe lá outra vez a esfera! Se tiveste o trabalho da fazer porque é que não a hás-de usar?

João Rato disse...

Vou seguir o teu conselho:
vou pôr outra vez a esfera!

Anónimo disse...

O quê!?
Prontos. Desisto. És um catavento

antonio - o implume disse...

Afinal tiras a esfera ou não? Os comentários anteriores prejudicaram o meu comentário, não me consegui concentrar.

Alberto Cardoso disse...

Alô Alô Terra, aqui Lua! Magestade, fui "cuspido" para aqui quando a Terra começou a rodar feita maluca. Isto é um bocado solitário, ainda não vi água mas também não vi o Sócrates. Resumindo: tá-se bem.
Cumprimentos
Alberto Cardoso

Anónimo disse...

Deixa rodar ao centro e coloca a esperança mais abaixo,ou mantém como está, ou seja a rodar à direita e a esperança à esquerda que é mais ao teu jeito,se enjoarem,há sempre um placebo.
mfm

Pata Negra disse...

António, já tentei tirar a esfera mas não consigo, tenho o rato sem pilhas.

Alberto, a rotação do planeta faz-nos tontos. Vou já para aí,vai pondo a mesa. Onde é que se apanha o autocarro? Aqui em baixo está tudo maluco! A Lua não roda pois não?

MFM
Um placebo?! Isso tem comparticipação?!

Pata Negra disse...

Tiro a esfera ou não?!

Pata Negra disse...

Vou mas é apagar a esperança!

Pata Negra disse...

Não, tiro a esfera!

JFrade disse...

Invertido. É isso, faltava-me a palavra! A Terra está INVERTIDA, isto é, está de pernas para o ar, quero dizer, tem os polos trocados, ou seja, o polo Norte está debaixo do polo Sul o que não pode ser. É grave e perigoso. Além disso quero avisar Sexa que a Terra vai na mexa. Assim, com aquela velocidade, com os dias a demorarem fracções de segundo, chegamos a velhos em menos de um fósforo. Abrande lá a coisa sff. Ou, melhor ainda, ponha a coisa a rodar ao contrário e todos cantaremos "Ó tempo volta pra trás". Pelo menos até ao dia em que seja possível impedir o acto de que resultou nascimento de um tal Zézito Pinto de Sousa que tanto mal nos tem feito. Combinado?
JFrade

Zé Povinho disse...

Estamos todos loucos por ainda termos esperança nesta roda alucinada. Dizem que só os loucos são felizes, e é só por isso que não sei ainda se estou louco.
Abraço do Zé

Camolas disse...

" Quem espera desespera"
"Podes esperer sentado"

Gosto do tempo morto que a espera proporciona, apenas isso e nada mais

O Guardião disse...

Fiquei tonto e espero pela esperança nesta esfera que rodopia loucamente.
Cumps

do zambujal disse...

Pois... espero que (tempo do verbo esperança!)

Um abraço

do zambujal disse...

Pois... espero que (tempo do verbo esperança!)

Um abraço

Pata Negra disse...

JFrade
O polo norte geografico é do lado do polo norte magnetico - invertido - é por isso que o gif vale mais do que o poema. Por outro lado, se voltássemos atrás, ao dia em que o pinto nasceu, estaríamos no fascismo, isto é, estaríamos na mesma loucos

Zé Povinho
Já percebi porque estou louco: não consigo ser feliz...

Camolas, cum Caetano,lembraste-me aquela canção: "quem espera nunca alcança... devagar é que não se vai longe..."

Guardião
A rotação da Terra, o andar à roda dela, é que nos faz tontos. A força que a faz rodar é a nossa força!

Zambujal
Temos uma coisas em comum a espero-ança!

Anónimo disse...

Devemos ter sempre esperança...nem que para isso tenhamos de passar por loucos...nem que nao passe disso mesmo, enquanto a temos vamos arranjando forças ...e essas ajudarão a fazer mais felizes aqueles que nos rodeiam!

do Zambujal disse...

ah... e a esfera!