sexta-feira, 28 de setembro de 2007

28 de Setembro de 74

Há quem diga que o 28 de Setembro de 74 não existiu. Há sempre quem responda com a piada primária de “claro que existiu, quanto muito não existiu o 28 de Fevereiro!”
Eu era ainda muito novo e ficou-me dessa data a circunstância do nascimento do meu irmão mais velho. A Tia Luísa, parteira lá da aldeia, perdera com a idade o necessário desembaraço da sua arte e, vai daí, o meu pai pediu emprestado um Fiat 600, ou NSU não vem ao caso, para a luz se fazer na maternidade da cidade. Só que à entrada da ponte de Santa Clara – nessa altura ainda não havia a Vasco da Gama – uma barricada de MFA, ou de outras forças não vem ao caso, travou a marcha urgente e impediu a partida porque o proprietário do veículo tinha a bagageira equipada com uma catana belicosa. Vieram à minha mãe as dores mais fortes, julgaram que era manha e, se não chamam o alferes, o rapaz teria nascido ali no meio da operação de segurança.
É por esta história de família que guardo o testemunho de que alguma coisa houve naquele dia.
Guardo ainda uma declaração qualquer, de dias próximos, não sei se do Cavaco ou do Spínola, que se referia à Maioria Silenciosa (Acredito que essa maioria silenciosa nunca mais se calou e é ela que nos tem escolhido, ao longo destes anos, a minoria que nos silencia).
Volvidos estes anos estou já um pouco cansado, como aliás, já devem ter reparado numa frase ou outra deste texto, mas mantenho esta vontade acesa de recordar tempos revolucionários para deixar aos novos a esperança de novas revoluções que hão-de fazer girar a história. Por agora recomendo a revolução permanente em cada um e partilhada entre pares de pensamento, chamemos-lhe a Minoria Silenciada?!..- Se bem me lembro o 28 de Setembro foi há 33 anos e nessa data nasceu um irmão meu, não sei se o mais novo se o mais velho de cinco que somos. Gaita, agora é que foi, não sei a qual deles eu devo telefonar para dar os parabéns…33 anos…eu tenho… hei-de lá chegar, não vou cometer a indelicadeza de me enganar!...

16 comentários:

Flávio Josefo disse...

João
Para além de partilharmos ideias, também partilhamos irmãos nascidos na mesma altura. Como dizia o Fernando Pessa: e esta hein?

Quint disse...

Só há aí uma coisita que não me parece bem... 1974... o Cavaco... nã... o homem ainda não se metia nessas coisas... Pinheiro de Azevedo? Eanes? Spínola? Também não tenho certezas... mas lá o de Boliqueime é que ainda não tinha tino para estas coisas. Se é que alguma vez teve.

CHEVALIER DE PAS disse...

a minha sobrinha faz anos a 28 setembro, coincidências!

MARIA disse...

Majestade:
A esta altura da vida começo a ter as mesmas dúvidas : teria acontecido alguma coisa , nessa data ?
Uma coisa já se percebeu, deu pelo menos origem a um membro familiar de uma casa Real muito impressionante...
Parabéns.
E à sobrinha de Chevalier, também .
Apesar de tudo, ainda temos a vida para celebrar ...
Um bj
Maria

João Rato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Rato disse...

Quint
É claro que o Cavaco ainda não tinha dado cavaco de si, é esse o cansaço a que me refiro às linhas tantas. Mas se aprofundarmos a questão, o Cavaco é no fundo um produto póstumo do Pinheiro de Azevedo e/ou do Spínola.
Era aí que eu queria chegar e não, obviamente, ao recatado Cavaco que estava na altura bem encolhido a ver para que lado é que a coisa caminhava.
Um abraço

João Rato disse...

Flávio
Chevalier de Pas
Será um sinal? Não! Nós acreditamos em coincidências!

João Rato disse...

Maria
Aconteceu de facto alguma coisa que a História não está muito interessada em contar. Certo é que quando nos referimos ao 28 de Setembro a data soa a qualquer coisa em particular.
-Viva o 28 de Setembro!
-Abaixo o 28 de Setembro!
- É só escolher!...

Moriae disse...

"É já p'ra amanhã!!!" Deviamos repetir as coisas boas e exorcizar as más. Por isso, abraço aos 5 manos!
nota: num bale a pena falar de coisas tristes à sexta!
Bjinhos p toda a família amigo João!

Zé Povinho disse...

Venho agradecer a lembrança e desejar um bfs, a quem o puder gozar, que não vai ser o meu caso.
A propósito, hoje é sexta, mas não dia 13, e sua Majestade até nem deve estar a pensar em coisas más, porque felizmente acabou tudo em bem, há 33 anos. Quanto aos nossos dias, deixe lá isso para a semana...
Abraço do Zé

João Rato disse...

Moriae
Para mal, está mal, está mal,
Para pior já basta assim!
Não havia uma cantiga assim?

João Rato disse...

Então Zé Povinho, não se deixe abater pelas previsões meteorológicas! Um fim de semana,é sempre um fim de semana!
Acabou tudo em bem porque o meu irmão nasceu são que nem um pêro!
-Viva o 28 de Setembro!
-Abaixo o 28 de Setembro!
É só escolher!
Abraço e BOM FIM DE SEMANA!

Moriae disse...

Desejo-te uma excelente semana, amigo! E ... há músicas para tudo, não é verdade?
Grande abraço! (LOL, mais na intenção, é claro!)

João Rato disse...

Só me apetece acabar com a semana que amanhã começa!...Abraço grande!

CORCUNDA disse...

É só fumaça!
Abraço do Corcunda.

João Rato disse...

Corcunda
Outra frase insignificante e célebre.
Abraço