domingo, 2 de setembro de 2007

Jornalismo sem papas na língua

Não sei de isto é bom ou mau jornalismo. Não tenho autoridade nem discernimento para me atrever a tal julgamento.
Isto é o Brasil! Não é Portugal!
Por cá, também muitas vezes na notícia, o jornalista insinua, talvez mais discreta ou subtilmente a sua opinião. Topo-os bem!
Servem não sei a quem! Sei que são portadores de "cool-tura", escrevem romances, subscrevem grandes candidaturas, "colunam", são "pivots", casam e descasam nas fotos de revistas, são gente das elites lisboetas, enfim os nossos jornalistas a quatro canais!


video

Sei é que por cá o amestramento não dá para atrevimentos destes. Esta senhora, em Portugal, teria já um processo em tribunal por difamação (ou qualquer outra coisa...).

8 comentários:

CORCUNDA disse...

Ou então também é da familia da Vanessa...
Abraço do Corcunda.

MARIA disse...

Em Portugal ninguém tem este tipo de actuação por falta de coragem, porque é muito difícil ter actos de heroísmo num País com o nosso PIB e com a falta de qualidade de vida e as situações de dependência em que ,mesmo os mais capazes, estão relativamente ao poder.
Mas não é só por medo e necessidade que os Portugueses se calam. Também é por mentalidade, por uma certa tacanhez para enfrentar desafios e mudanças.
Mais, uma intervenção destas por parte de uma mulher em Portugal , seria um choque. Porque as mulheres em Portugal quando dizem qualquer coisa que não seja beijinhos, amor, poesia e coisas que tais, são olhadas como seres de outro mundo ...não são lidas e nem ouvidas.
Rigorosamente,este tipo de conduta em Portugal e numa mulher, que não é do mundo dos homens a quem todo o intelecto e verbo se deve, seria recebido com ironia, sem seriedade e como qualquer coisa de estranha àquilo que a sociedade portuguesa ainda entende dever ser o comportamento da mulher na mesma.
Se há coisas que admiro neste blog é justamente o modo como é capaz de exibir a voz levantada de uma mulher que clama justiça, sem lhe exigir que vistas calças...
Como mulher agradeço-lhe.
Como cidadã acho que não se deve calar a voz da verdade e da razão, ainda que naturalmente sofrendo consequências.
Hoje, o Rei merece mesmo um Beijinho.
Maria

MARIA disse...

Peço desculpa, voltei só para um pequeno esclarecimento : é claro que eu adoro poesia, como todos já perceberam. Porém não é por aí que nós, homens e mulheres nos diferenciamos...
Não apelarei ao voto na Vanessa porque não tive o grato prazer de a conhecer... Fica pois o assunto ao vosso mais habilitado critério.

João Rato disse...

corcunda
não consigo esquecer a vanessa!...

maria
não consigo esquecer a vanessa!...

Flávio Josefo disse...

Granda Vanessa esta brasileira!

Watchdog disse...

Esta "tem-nos" no "sitio"!
Cá também temos alguns corajosos, que não devem nada a ninguém... mas estão "emprateleirados"!...

1 Abraço!

Zé Povinho disse...

Por cá sería impensável esta atitude, mas também fica a dúvida sobre SE HÁ JUSTIÇA. É uma dúvida sistemática, e não uma crítica. É que não me consta que os bancos tenham sido condenados pelos arredondamentos ou por qualquer outra razão como o IVA e outras. Não estará previsto na Lei? Então a dúvida persiste...
Abraço do Zé

João Rato disse...

watcdog
eu diria mais, emprateleirados e fechados à chave no armário da defunta liberdade de expressão

zé povinho
de qualquer forma nunca poderíamos prender um banco, secalhar nem mesmo queimá-lo!