terça-feira, 25 de setembro de 2007

Salvem o planeta

Estes tipos não controlam os arrumadores, os sem abrigo nem a delinquência!
Estes tipos não controlam o tráfico de droga, de influência e a corrupção!
Estes tipos não controlam o tráfico de armas, o fabrico de bombas, nem a violência!
Estes tipos não controlam a caça ilegal, o tráfego automóvel, nem a poluição!
Estes tipos não controlam a pedofilia, a violência doméstica e a prostituição!
Estes tipos não controlam as contas, o défice e a inflação!
Estes tipos não controlam a extrema pobreza, a fome!

Estes tipos apenas controlam a sua conta bancária e o seu bom nome!
Estes tipos estão feitos com o bilderberg, a opus dei, a maçonaria, a banca e o grande capital!
Estes tipos não prestam!
E estes tipos, impotentes para controlarem alguma coisa que dê algum alívio à desgraçada Humanidade, num desplante encontro de grandeza, ousam iludir-nos de vontades e poder:

VÃO ASSINAR MAIS UM PROTOCOLO PELO CONTROLO DO CLIMA

O único clima que estes tipos podem controlar é o do ar condicionado que existe em tudo o que é sítio por onde gozam os seus prazeres e protocolos!

Salvemos a Humanidade, a Terra, o Planeta.
Salvemos o Mundo, a Natureza e as Estações
Mas salvemo-nos primeiro destes Senhores.

23 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Como eu compreendo o que aqui está escrito. Pois é temos que fazer alguma coisa. Já começámos a tentar despertar uma consciência colectiva em torno dos nossos blogues e dos nossos comentários.Há que fazer mais.

SILÊNCIO CULPADO disse...

JOÃO RATO
Acabo de atribuir-te, no meu blogue, o prémio VISITANTE destinado a distinguir, pela assiduidade e qualidade, os melhores comentaristas. Tu és dos meus preferidos. Sinto-me acrescentada com as tuas críticas, de uma profundidade e humor quase únicos, e que revelam uma pessoa cultural e socialmente responsável. É com orgulho que te tenho como visitante. E porque nada do que escrevemos tem valor se não for lido e compreendido há que incentivar as visitas e os comentários. Nesta perspectiva gostaria que continuásses a corrente agora iniciada fazendo as tuas próprias atribuições. O comentário chega a ser mais importante e por vezes mais profundo que o blogue onde se insere. Não podemos perder isso nem essa voz para juntar à nossa.
Um abraço

NINHO DE CUCO disse...

É exactamente assim como dizes. Estas desgraças todas caem-nos em cima e nós já não sabemos como nos defender. A ditadura da democracia dá-nos uma falsa sensação de liberdade. É que nós temos liberdade para protestar e os outros, o poder, tem liberdade (e poder) para não nos ligar nenhuma.São colocados no poleiro por cada vez menos votantes, as pessoas baixam a cabeça e sofrem e eles continuam.

Moriae disse...

Só à bombada querido amigo ... e mesmo assim, ainda restará adn mais do que suficiente para uns idiotas pegarem e recriarem ...
Estou caustica mas não com os amigos :) por isso, bjinho para todos e boa semana!

martelo disse...

o meu grande apoio para a observação exacta e adequada e uma grande poia para essa gajada.

Zé Povinho disse...

E quem nos salva a nós desses predadores?
Será que só lá vai no braço?
Abraço do Zé

Watchdog disse...

Que mais há para dizer...
É isso aí, João!
Lutemos!

1 Abraço!

CORCUNDA disse...

E a melhor maneira de nos salvarmos destes senhores qual será?
Por mim utilizava uma arma de que eles tanto parecem gostar: GÁS!
Abraço do Corcunda.

MARIA disse...

Antes de mais, deixe-me felicitá-lo pelo teor do post que está estruturado, pensado e escrito de forma brilhante.
Naturalmente, subscrevo o que escreveu.
Vivemos um período difícil onde
não são notadas, por parte de quem exerce o poder, nem competências nem preocupações sérias com a concretização do bem comum da comunidade cujos interesses lhe caberia salvaguardar.
É por isso natural que os Senhores se apresentem muito preocupados com o clima.
Pelos vistos, pelo menos a eles, nenhuma outra preocupação acorre...
Bjs
Maria

ruy disse...

Parabéns pelo Post, pelo desabafo.
É preciso manter a coragem de estar lucido.

Savonarola disse...

Caro João Rato,
Quem fala assim não é gago, é o que me apetece dizer. No fundo, de que é que serve assinarem os protocolos, para depois continuarem a fazer a mesma coisa?!
Um abraço amigo

Quint disse...

Porra que eu andava distraído.
O Rei dos Leittões, pensava eu, era algum restaurantezeco de beira de estrada.
Afinal é um recanto onde, às tantas, entre dois nacos de leitão se discutem temas dos mais interessantes. E com análise arguta.
Peço humildemente perdão pela distração.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Nunca me canso de aqui vir. Alguém que sente como eu a mediocridade em que este País mergulhou, a falta de soluções e a estagnação a que estamos condenados.

João Rato disse...

Silêncio Culpado
Os nossos encontros por estas bandas da blogosfera não serão em vão. Alguma coisa estamos a fazer.

Já deixei uma mensagem no teu blog, lá para amanhã darei continuidade.
Abraço

João Rato disse...

Ninho de Cuco
De que nos vale a liberdade de expressão se nos silenciam? De que vale a liberdade de expressão a quem não tem a oportunidade de aprender a exprimir-se? Que regime é este que confunde a democracia com campanhas eleitorais?
Valha-nos, até ver, a nossa blogosfera!
Abraço


Moriae
Bombemos, querida amiga, até que a voz nos doia!
Abraço

Martelo
Sei que podemos contar com as tuas marteladas.
Abraço

Zé Povinho
Com o braço, com os dedos e outras armas que temos na mão.
Abraço

Watchdog
Lutaremos! Lutaremos! Com as armas que temos na mão!

Paulo Sempre disse...

Interessante, o blogue.
Abraço
Paulo

João Rato disse...

Corcunda
Quando o Corcunda sair da torre é que vão ser elas!

Maria
Pena que o autor não tenha estrutura para tanto afazer de cacetada...
O Clima destes senhores é outro!
Abraço

Ruy
É uma espécie de loucura lúcida...
Abraço

João Rato disse...

Savonarola
Protocolos e mais protocolos e protocolares e nunca chegamos sequer aos preliminares.
Abraço

Quint
Não se entusiasme, quase sempre o leitão é bem regado e depois acabam por sair só "bananalidades".
Não é distracção sua, isto é meio ao calhas!
Abraço

Silêncio Culpado
É por sentirmos o mesmo que andamos por aqui. Mas atenção isto não é um círculo, é uma espiral!
Abraço

João Rato disse...

Paulo Sempre
Obrigado pela visita.
Um abraço

pata negra disse...

Eles andam cegos, surdos e mudos.

Metralhinha disse...

Esperem, em breve chegará o dia em que arranjarão maneira de nos cobrar uma taxa ou imposto pelo ar que respiramos - já esteve mais longe e há gente a trabalhar seriamente no problema. Estes tratados são simplesmente os primeiros ensaios.

O uso da água já é pago como qualquer outro bem de mercado.

Odysseus disse...

Obrigado pela dica João, por acaso não li o Público desse dia, nem sempre consigo, tinha me escapado essa publicação. Fiquei triste é que o texto é um complemento às minhas imagens, já que não sou grande escritor, podiam ter posto a imagem par ajudar :).

Eu faço o que posso para salvar, mas o mundo não ajuda, nem os governos!

Cumps!

João Rato disse...

Pata Negra
Surdos talvez, mudos nem tanto!
Abraço silencioso

Metralhinha
A multa para as ventosidades já está na forja! Eu não aguento!
Abraço

Odysseus
Não sei o que sentiria se um dia visse o Rei dos Leittões referenciado nessa imprensa, qualquer sentimento que te atravesse é compreensível!
Abraços