segunda-feira, 22 de junho de 2009

Democracia avançada

Pesquei esta ideia genial da Rita Lee no Miradouro.

Reclamando da inutilidade de programas como o Big Brother, ela recorreu à estrutura do programa, para apresentar a seguinte sugestão para a eleição democrática do Presidente da República:
Colocar todos os candidatos à presidência da República trancados numa casa, debatendo e discutindo os seus respectivos programas e projectos para o País. Sem marqueteiros, sem assessores, sem máscaras e sem discursos ensaiados. Ao fim de cada semana, o público vota e elimina um. No final do programa, o vencedor ganharia o cargo público máximo do País. Além de acabar com o enfadonho e repetitivo horário político, tradicional da campanha eleitoral, a população ficaria a conhecer o verdadeiro carácter dos candidatos, a explicação dos problemas do País e as melhores hipóteses de solução para eles apresentadas pelos candidatos.
Com esta solução, quem financiaria essa casa (Casa dos Políticos) seria o repasse de parte do valor dos telefonemas que a casa receberia e passariam a ser desnecessários os oferecimentos em dinheiro vivo das empresas de construção civil e outras com o argumento de cobrir o 'fundo de campanha'.
Parece uma ideia incrivelmente boa! E teria também o efeito de contribuir para a formação cívica do povo, que muito aprenderia sobre os problemas do País e das várias hipóteses de os resolver. Levaria o povo a interessar-se pelos assuntos políticos de cujo afastamento muitos políticos se queixam actualmente.

10 comentários:

mescalero disse...

E no final um deles ficava a governar o povo...
Como piada está boa mas o final escusava de ser uma tragédia.
Mas que raio, não há bons tiranos. Os bons governantes são como as fadas e os unicórnios, dão boas histórias mas não existem.

Compadre Alentejano disse...

Concordo plenamente, desde que não fizessem muito barulho...
Abraço
Compadre Alentejano

Meg disse...

Quer dizer que ainda acreditas que há alguém capaz de governar esta chafarica!!!
A ideia até podia ser boa, ahahah, mas não me convence.
Agora, como espectáculo delirante, esse gostava de ver...

Um abraço

antonio - o implume disse...

Pensei que sua Majestade defendia a monarquia...

Marreta disse...

Não sei se a coisa iria para esse lado. Provavelmente iria mais para a peixeirada e o lavar de roupa suja, com uns biqueiros "à Marco" pelo meio. Enfim, tudo o que se assiste nas campanhas eleitorais e no Parlamento entre políticos mas quiçá numa versão mais picante, isto partindo do princípio que existiria pelo menos uma fêmea candidata, ou então que pelo menos um deles pegasse de marcha-atrás.

Saudações do Marreta.

O Guardião disse...

Se a ideia pega a classe política que conhecemos vai ter que mudar de ramo. Imaginem os fulanos com as câmaras em cima 24 horas por dia sem quem os conduza...
Cumps

mfm disse...

Querem palco?!Dêem-lhes palco!Big Brother já!Nada iria escapar, tudo a nu e cru!E...podiamos apreciar os belos dotes dos putativos actores.

Dr. Bloguimental disse...

Óptima ideia! Apenas dispenso ver a roupa interior dos políticos e outras intimidades.

martelo-polidor disse...

Parece uma boa ideia fechá-los à chave e deitar essa chave a um poço profundo.

abraço

Vesgo disse...

A ideia é excelente!
Mas também poderia ser aplicável às autárquicas, legislativas e europeias, não?
Até imagino uma cena com o Paulo Pedroso a procurar coito anal com o Isaltino de Morais enquanto lhe pede “chama-me Papá, chama-me papá…”.
Parabéns pelo teu trabalho,