terça-feira, 17 de agosto de 2010

O Povo e o Fogo

Ai que arde tudo! Ai que arde tudo!
Olhem-me além aquelas chamas!
Ai credo tanto fumo! Se não houvesse vento!...
Olhem-me aquelas casas e cabanas lá ao fundo!
Não sei se irão a tempo! Está um tempo quente como brasas!
Olhem-me aquela gente! Isto é o fim do Mundo!
Ai que aflição! Não sei que diga mais!...
Olha os bombeiros! Uhhh! Olha o avião! Brrum!
Ardem pinheiros, pinhas e pinhais!
Salve-se quem puder! Salve-nos Deus!
O Estado devia de... Deviam os bombeiros...
Isto devia de ir à televisão!
Olha o avião! Brrum! Um carro de bombeiros! Uhhh!
Ai credo tanto fumo! O prejuízo que aí vai!
As oliveiras que ardem nunca mais dão azeite!
Coitados dos pinheiros! Faltam bombeiros! Uhhh!
Dêem-lhes água! Coitados oh! Dêem-lhes leite!
Isto é o Inferno! O Sol desapareceu!
Olhem-me os céus! Ai Deus!
Ai que arde tudo! - Ardeu.

O senhor ministro, no princípio de Agosto, elogiava a eficiência e dizia que a área ardida era inferior à do ano passado. Em meados de Agosto o senhor ministro garantia eficácia e afirmava que a área ardida era inferior à de dois mil e três. Em finais de Agosto o senhor ministro reconhece que nunca ardeu tanto mas que também nunca as condições foram tão adversas, congratulando-se com a eficácia das medidas do seu ministério, assegurando a inocência do primeiro ministro e registando a preocupação do senhor presidente da república! Em Outubro o senhor ministro acabará a dizer: a Rússia teve mais área ardida!

9 comentários:

antonio - o implume disse...

Bem visto. Comparando com a Rússia deviamo-nos dar por felizes.

mfm disse...

Para uns - palavras, só palavras ... em tempos de ilusão. Para outros a tristeza de muitas vezes se sentirem sós no seu desespero.

Kássia Kiss disse...

Deve ser a isso que se chama "adaptar-se às circunstâncias"...

Ou "relativizar"...

do Zambujal disse...

A Russia, esse país pequenino, tem maior área ardida! E ainda nos queixamos...

Um abraço

MARIA disse...

Não se consegue brincar com este post, apesar das duas figurinhas que o ilustram.
Eu também os escuto, como Vª Majestade os escutou...
Parece que só mesmo aos "figurões" esse grito não chega, ou não perburba ....


"Ai que arde tudo! Ai que arde tudo!
Olhem-me além aquelas chamas!
Ai credo tanto fumo! Se não houvesse vento!...
Olhem-me aquelas casas e cabanas lá ao fundo!


Não sei se irão a tempo! Está um tempo quente como brasas!
Olhem-me aquela gente! Isto é o fim do Mundo!
Ai que aflição!

Ai credo tanto fumo! O prejuízo que aí vai!
As oliveiras que ardem nunca mais dão azeite!
Coitados dos pinheiros! Faltam bombeiros! Uhhh!
Dêem-lhes água! Coitados oh! Dêem-lhes leite!
Isto é o Inferno! O Sol desapareceu!
Olhem-me os céus!
Ai Deus!"

...

Ai Deus ;(


Um beijinho para si.

Zé Povinho disse...

Este não é o fogo que arde sem se ver, para azar do senhor ministro. Os dois bombeiros retratados pelo Kaos nunca envergaram aquela fatiota mas interromperam as férias a pensar nas eleições do próximo ano. Quem nos dera que fossem tão previdentes a evitar os fogos, mas isso é pedir demais...
Abraço do Zé

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra

Bolas, não haverá um prémio Nobel de postagens em blogues? Eu nomeio-te já! Está fabuloso!
É assim que se fala neste País em que ninguém se rala a não ser quando o fumo lhe chega ao nariz.
Estou farta de ser desgovernada por bombeiros sabichões que não fazem mais nada que rezar orações e roubarem pela noite calada.
Ergue a tua voz Pata Negra e todos te seguiremos.
Em Belém encontraremos não o Menino Jesus mas o Rei dos Leittoes.

Abraço em chamas

Marreta disse...

Em Novembro o ministro deve dizer que as cheias no centro da Europa inundaram mais e causaram mais estragos que em Portugal.

Saudações chamuscadas do Marreta.

Kapikua disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.