quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Acumuladores ou pilhas? Eis a questão!

"O Governo decidiu proibir a acumulação de pensões com salários na Função Pública".
Depois do fim do aluguer dos contadores de água, esta é uma das medidas mais emblemáticas da governação Sócrates.

A diferença entre um acumulador e uma pilha, é que o primeiro pode recarregar-se e o segundo não. Eles hão-de dar-lhe a volta, ao resto é que não!

11 comentários:

opolidor disse...

é para inglês ver, essa turma está sempre na maior...

abraço

Kássia Kiss disse...

Reformas a pilhas, talvez...

antonio - o implume disse...

É para isso que servem as off-shores...

O Guardião disse...

Nem com choques eléctricos eles deixam de nos lixar.
Temos que correr com eles, e depressa!
Cumps

Zorze disse...

Como dizia uma das contempladas do saudoso Tomás Taveira - Ai, Arquitecto! Você tem uma pila muito grossa! Vá com calma!

Isto de pilhas e pilas, tem muito que se lhe diga...
Como diz o "italiani" rico que só, em que vale, uma marrocanita de 17 anitos antes que ser gay.

Este mundo já "és do diablo", é só gozar... com um povinho cada vez mais parvo que engole tudo.

Abraço.

Camolas disse...

Lisboa dia 20 ??
Vai à arca buscar os ténis, o capacete e a T-Shirt preta.

samuel disse...

É a sua especialidade!

Abraço.

Zé Marreta disse...

Então não há pilhas recarregáveis?

Kruzes Kanhoto disse...

As excepções vão ser mais que a regra...

Compadre Alentejano disse...

Quer ver que ainda vamos pagar uma Taxa de Disponibilidade!...
Abraço
Compadre Alentejano

xistosa - (josé torres) disse...

Como não há (ainda) pena de morte para acabar com os reformados, quando deixam de trabalhar é para se sentarem no banco do jardim...
Parece-me que o sedentarismo abrevia a morte...