domingo, 29 de julho de 2012

A importância do tamanho do pénis

Qualquer dia ainda vamos ouvir a Merkel a dizer:
- Embora isso não me seja indiferente, eu não tenho a culpa de vocês terem a coisa grande!!...



Lisboa, 20 jul (Lusa) - Um economista finlandês decidiu analisar a correlação entre o tamanho do órgão sexual masculino e o crescimento económico, e uma das conclusões do estudo publicado é que onde o tamanho do órgão é maior, o crescimento económico é menor.

No estudo publicado pelo Centro de Investigação Económica da Universidade de Helsínquia, e elaborado pelo economista Tatu Westling, é analisada a correlação entre o crescimento económico e o tamanho do órgão sexual masculino com recurso a dados estatísticos de 121 países entre 1960 e 1985.

O economista, no trabalho intitulado, "Male Organ and Economic Growth: Does Size Matter?", explica que decidiu fazer esta análise porque a maioria dos estudos sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) se concentram em fatores políticos, económicos e sociais mas abstêm-se de fazer considerações biológicas e sexuais, e que este encontrou "ligações estatísticas robustas"...

Juro solenemente que tenho dificuldades económicas e aviso todas as porcas nórdicas que tenho um relação amorosa estável com uma porca mediterrânica. Também tenho os tomates tratados contra o míldio.


Fico sempre na dúvida sobre os dados dos economistas - como é que a conseguiram fazer tantas medidas?! Confio mais no nosso governo - não as faz, toma-Os!

7 comentários:

Zé Marreta disse...

Já tinha analisado esta problemática lá no meu pasquim.
Não tardará muito e a receita desgovernamental para a saída da crise passará pela amputação de alguns falos.

Saudações!

O Guardião disse...

Os nórdicos estão invejosos e é por isso que andam a roer a corda...
Cumps

Compadre Alentejano disse...

Não me importava nada de mostrar à sra. Merkel o meu "varrasquinho"... Talvez ela se enamorasse dele e tratasse melhor o povo português...
Abraço
Compadre Alentejano

cid simoes disse...

VIVA PORTUGAL! Depois de tanto estudar só agora compreendi a situação em que nos encontramos.

cid simoes disse...

"porque nos encontramos nesta situação" queria eu dizer.

Medita Dor disse...

Sendo a Finlândia um país rico,o economista ficou contente ou triste com as conclusoes?
Estando nós falidos,quando é que vão chegar os charters carregados de finlandezas para apreciarem a nossa tão farta...gastronomia.
Do estudo percebi a pujança dos países orientaís e dos nórdicos face a pobreza dos africanos e mediterrânicos.
E, por fim, uma dúvida: será melhor ter uma conta bancária bem abonada ou ser bem abonado fisicamente? Estou baralhado.
Medita Dor

maceta disse...

os economistas estão sempre a medi-las... digo, o tamanho das economias, mas para chegarem a esta conclusão tiveram que pegar nelas...


abraço