segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Dias 15 e 29 de Setembro

Para que conste - texto de um tal Pacheco Pereira: Dois rios paralelos.

13 comentários:

cid simoes disse...

Ele sabe. Só que por vezes esquece.

O Guardião disse...

Por vezes acerta...
Cumps

Anónimo disse...

Afinal o Pacheco Pereira é uma besta ou é bestial?
Afinal onde está a coerência desta pocilga?

Anónimo disse...

É uma bestial besta oh bestial besta!

Zé Marreta disse...

Quem é esse tal que não sabe que o acento nos "a" é grave e não agudo?

Saudações!

Zé Povinho disse...

Ele até sabe, mas nem sempre o diz...
Abraço do Zé

Anónimo disse...

Ó Marreta eu cà jà não meto àgua.

Anónimo disse...

De facto é grave pôr acentos agudos nos "a". ou será que é agudo pôr acentos graves nos "a". Hà quem o faça.
E se tu, Maneta (ou será Maceta? ou Marreca? Vou ver lá acima. Afinal é Zé Marreta, quer dizer, Zé Teimoso, e estou a ser muito benevolente). Recomecemos:
e se tu, Marreta, fosses pentear macacos? Já agora para a Gronelândia. Mas que raio de conversa essa acerca dos acentos nos "a". Só tu, Zé Marreta...

O Puma disse...

Nesse dia

lá se foi o Pacheco

Olinda disse...


Olha sô o que este governo consegue provocar...Pör o Pacheco Pereira a surpreender-me.

Anónimo Corajoso disse...

Fico surpreendido com estupidez de alguns comentários, melhor dizendo, com a estupidez de alguns comentadores.
Não consigo perceber o que é que o Zé Maneta escreveu para desencadear a fúria dos “anónimos corajosos” que deambulam na net.
É evidente que o Zé Maceta se referia ao “a” quando isolado (contração da preposição «a» com o artigo «a») que leva acento grave e não agudo. Deduzi que o Pacheco Pereira incorre(u) nesse erro ortográfico. Mas os tais “anónimos corajosos” não perceberam. Problema deles e dos filhos deles…
Anónimo Corajoso

M A R I A disse...

Como diria a grande Hermínia " dá-lhe Pacheco " pois se o fado está mais que negro ...

Um beijinho sempre amigo

Maria

maceta disse...

muito deve incomodar o Pacheco ao seu partido de direita...

abraço