sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Com amigos destes nem sei como será o meu Natal

Há dias um amigo provocou-me comentando que, embora eu fosse dizendo que o Natal não é a minha época, que me estou nas tintas para o Natal e que dou muito pouco pelo espírito, pelas lâmpadas  e pelos desejos de Natal, todos os anos eu me esmerava na originalidade e no cuidado da minha mensagem de Boas Festas.

Tive de engolir alguma coisa mas contrapus argumentando que as minhas mensagens têm sempre uma intenção de sátira e de provocação para estimular reações da parte dos recetores.

Além disso, se ele falava do meu postal-natal-2017, deveria concordar que pouco esmero havia tido na sua conceção, já que me limitei a fazer uma pesquisa no youtube e a encontrar um clip em que um quarteto anónimo, em aparente harmonia familiar, em modo heavy-metal, chama filho da puta ao Pai Natal. Identificado com essa aversão ao barbas brancas da coca-cola, sensibilizado pela simplicidade dos autores/atores desse youtube, talvez abusando de alguns dos seus direitos,  fiz desse clip o meu Postal de Natal, partilhando-o com alguns amigos, ele incluído.

Acontece que a maior parte dos amigos a quem dei a conhecer o dito filme, feito postal de Boas Festas, nem sequer me retribuiu uma resposta seca de "boas festas para ti também" levando-me a concluir que ou me ignoraram ou ficaram pura e simplesmente desagradados com a provocação. E os que me deram troco, contornando os motivos de Natal, limitaram-se a fazer comentários pouco abonatórios ao estado de consciência do vocalista, às pantufas da guitarrista ou à qualidade da gravação.

Por tudo isso, digo, o meu amigo não tem razão e peço agora aos leitões-leitores que vejam o vídeo e digam de sua justiça, se a escolha do vosso Rei é ou não é uma boa rabanada de Natal.



3 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Eu por mim
pelo que vi e ouvi
basta que o tal artista
apelide o tal papai
porco capitalista
para ter a minha simpatia

se lhe chamasse apenas porco
seria uma ofensa

Ao teu postal
original
apetece-me fazer
outro igual
com os seguintes dizeres

"agradecido, pelo elevado ruído!"

Manuel Veiga disse...

uma entrada de arromba, Majestade!
sugiro humildemente que envie à Santa Sé como tributo pelo reconhecimento
do reino de Vocência.

grande rabanada, sem dúvida!

abraço

José Aguiar disse...

Excelente videoclip, Excelência! Outra coisa não seria de esperar, vinda de quem vem. Alegra-me sobretudo o espectacular desempenho do cordofonista que tão bem tange o instrumento vindo dos biscainhos e que os antecessores dos súbditos de sua Alteza tão bem disseminaram pelo mundo! Merry Cristas!