quinta-feira, 21 de junho de 2007

Esquerda e direita

Irrita-me discutirem o que é ser de esquerda ou de direita!
Irrita-me dizerem que nos dias de hoje essa divisão já não tem muito sentido!
Irrita-me sentir que esse não ter sentido é sentir à direita!
Irrita-me ouvir que ser do centro é ser equilibrado!
Irrita-me concluírem que ser de esquerda é ser pelo aborto!
Irrita-me escrever este texto e ter que lhe dar um sentido!

Mas nunca me irrito solenemente!
Mesmo quando os tempos correm da esquerda para a direita! Agora mesmo, que o progresso económico nos faz mais pobres, que a palavra de ordem da criação de riqueza nos faz escravos, que uma onda capitalista nos engole! É tempo de esquerda!

A direita diz, à sua maneira, que para os pobres serem menos pobres é necessário que os ricos sejam mais ricos!
A esquerda reclama, que para os pobres serem mais ricos é necessário que os ricos sejam mais pobres! Esta é a minha esquerda, a esquerda revolucionária! Não a esquerda que se diz de esquerda apenas porque é pelo aborto!

Nunca me irrito com solenidade! Sou de esquerda!
Esquerda, canhota, revolta, do povo e escorreita,
Vermelha, bandeira, mastro, braço, punho, erecta e direita!

8 comentários:

Metralhinha disse...

Não interessa ser de esquerda ou de direita, o que vale é agir para o bem dos homens.

Flávio Josefo disse...

Quer queiramos, quer não, temos de viver todos juntos. Desculpa amigo mas sou dos que pensam que não faz muito sentido falar de esquerda ou direita. Conheces governo mais de "direita" que este?

João Rato disse...

Metralhinha:
eu digo mais, o que interessa é o amor! Dois milénios de cristianismo a pregar o amor e ele permanece enjaulado na célula da família judaico-cristã!
Os valores, ditos da direita ou da esquerda, não passam de palavras! A prática, da direita ou da esquerda, nunca deu solução! Mas há que pensar nos que nunca tiveram direito às migalhas do bolo! Há que pensar nos engenhos que os façam chegar com o queixo ao tampo da mesa!
E essas maneiras de pensar dividem-se em duas: é sobre essa ideia que eu tentei escrever!

João Rato disse...

Flávio, não vamos viver só juntos, vamos morrer juntos!
Entendi uma contradição nas tuas palavras:
- Então não faz muito sentido falar num lado e no outro e depois dás a conclusão, suponho de incómodo, que afinal estamos em tempos da "dextra"?!
Sim! Tenho a certeza que há trinta anos que não via a direita tão emproada! E o que mais me revolta é que ela renasceu, manhosa e traidora, na capa rosa avermelhada dum socialismo até há pouco envergonhado!
Sim! Porque só com muito descaramento ideológico se pode defender, que o PS é de esquerda!

Savonarola disse...

O que o sistema capitalista actual pretende é fazer-nos esquecer que existem, realmente, uma direita e uma esquerda. O sistema pretende esbater as diferenças, para que tudo aquilo que a esquerda representa deixe de fazer sentido: a construção da igualdade, da liberdade, da democracia. A intenção dos detentores actuais do poder é destruir todos os valores da esquerda. A isso, junto a minha voz à tua e digo NÃO!
Um abraço anarquista

Fernando disse...

essa é a esquerda que vale a pena ser.

Flávio Josefo disse...

Caro João, não há contradição nenhuma. A ideia de catalogar e classificar tudo chateia-me, embora às vezes precisemos de etiquetas. Mas quando dizemos que algo é de esquerda porque pretende um estado mais democrático, mais solidário, mais preocupado com as pessoas, blá, blá, blá e depois se vê o vazio de conteúdos que isso representa na prática... Nós vivemos numa plutocracia, solidariedade só entre os amigalhaços, e estamos preocupados essencialmente com a economia, as pessoas que se lixem (são quase 9% de desemprego!, números oficiais porque na realidade são muito mais). Qual esquerda, qual direita! O marisco é carne ou peixe? E o que fazemos com os vegetais?

João Rato disse...

Savonarola
Felizmente não são só as nossas duas vozes! Há mais gente que sabe distinguir a mão esquerda da mão direita.
Um abraço!

Fernando
Estamos seguramente nessa esquerda!
Um abraço companheiro!

Flávio
não é meio para alongar a discussão, pelo o que percebo até estamos de acordo e do mesmo lado da barricada!
Abraço dado sobre o lado esquerdo|!