segunda-feira, 18 de junho de 2007

Cinco livros

Não sei se entendi, se subentendi ou se não quis entender a proposta do Pafúncio.
A resposta, mal ou bem, vai nesta imagem. Julgo que ela transporta um bocado de mim.
De facto já só leio apenas três ou quatro livros por ano: emprestados ou oferecidos! Verdade também que a web tinha de roubar o lugar a alguém. Completo o abafo com o post que anda aí para baixo "O Elogio do Frigorífico".

6 comentários:

Moriae disse...

boas, Zé! e porquê o livro da 3ªa classe?

João Rato disse...

moriae
porque este livro da terceira classe tem-se vindo a tornar um símbolo dum tempo que recordamos com saudade e dum regime de que não queremos o regresso.
Pró mal e pró bem eu tive a minha escola nesse tempo: estou marcado por essas lições!

CORCUNDA disse...

Tens aqui um que também me fez a cabeça, A Mãe do Gorki.
Abraço.

Klatuu o embuçado disse...

Natural.

isabel mendes ferreira disse...

:))))))))))))))



amei!





a sério.



abraço.

Moriae disse...

Calculei, João. É um duplo pesar ... Mas ainda há memória e boa gente.
Obrigada,
M.