sexta-feira, 20 de julho de 2007

Leitão à sexta


O mar, a praia, a areia, o Verão, veremos o que nos traz o próximo Verão...
Deste nada quero, é vosso! Vosso, da corja que assaltou o meu país!
Esta sexta, nem sequer vou sair de casa, ando a ler um livro...

Ando a pensar no mar, na praia, na areia, onde o oceano encontra o continente...
Vou mijar, na corja que tomou de desmando o meu quintal!
Não sei se a urina seca ou aduba! Não sei se vão nascer ortigas ou hortelã...

Ando a mirar a areia, a praia, o mar, há vultos de veraneantes aqui e acolá...
Sou apenas um suposto rei, um porco pensador e asseado!
É sexta-feira, dizem-me que amanhã é sábado, talvez a seguir seja Domingo...

E era só! Vou perguntar ao mar se ele se importa
com estas coisas que se pensam na areia. E a praia!?
- Essa já foi! No fim das férias tenho que ir ver se ainda tenho emprego!

A corja... sócrates... cabeceiras de basto... alandroal... arouca...
- Louca era a ladra da sua orquestra! Não quero ouvir Bill Gates, nem Quim Barreiros, nem Rock 'n' Roll!
... O Mar, as crianças gritando de prazer o gélido oceano, uma canção revolucionária a desfilar...
Hoje é sexta... já me esquecia... vou parar... a minha companheira está-me a chatear...

5 comentários:

Moriae disse...

Bom dia João, obrigada pelo comentário que deixaste algures por aí nesta blogosfera ;)
Bom fim-de-semana!

Savonarola disse...

Embora já seja sábado, no momento em que aqui chego, acho os teus planos para sexta excelentes. De preferência, esquecer tudo o que diz respeito à vergonhosa política que temos neste cantinho à beira-mar plantado.
Que tal, agora que já é sábado, se possível, dar um pulo até à praia no fim da tarde, quando a multidão já se foi?...
Um abraço anarquista

Watchdog disse...

Estás um bocado como a conjuntura...
Ãnimo e 1 abraço solidário!

João Rato disse...

moriae
fico a aguardar a actividade a que nos habituaste

savonarola
na praia, mesmo que cheia, encontramo-nos sempre com nós próprios mas, nem aí, os esqueceremos!!!

watchdog
pode ser que a prosa deixe transparecer um certo desânimo mas
as patas continuam firmes para a luta!

Watchdog disse...

João, assim é que é falar!