quarta-feira, 12 de março de 2008

Apanhado na manif

Ainda não consegui digerir a da manifestação. Esta vem a propósito!

13 comentários:

Meg disse...

Só podiam ser mesmo od apanhados!
Enão e quando é que se trabalha?
Fico à espera critrando eheheh!

Um abraço

Oliva verde disse...

Não eram Professores!
Se fossem, não arredavam pé!

Meg disse...

Olha, aquilo que aparece nos meus comentários não são erros... é queo teclado do tamagochi tem vida própria eheheh!!!
Sorry

MARIA disse...

" Apanhado na Manif " , Majestade ?!...
Sendo boa a causa e a companhia valer um reino, deixe lá, pelo menos não é preciso abdicar do Governo de Nova York...
Depois, isto anda tudo mesmo apanhado ...
do clima ...
ou será, pelo ?
Já não sei bem.
Um beijinho amigo
Maria

Templo do Giraldo disse...

http://templodogiraldo.blogspot.com/


Passem por aqui.


SAUDAÇÕES.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra
As manifestações são legítimas mas não percebi onde é que foste apanhado.
Não me digas que foste à pala e não me disseste!...
Abraço manifestado

Alberto Cardoso disse...

Nem quero crer no que vi. Mas eu vi! Vi Sua Majestade, no passado sábado, descer do Marquês até ao Terreiro do Paço, no meio da plebe, numa atitude que considero solidária com a justa causa dos professores. Por mim agradeço comovidamente o apoio implícito. E fico ainda mais grato pelo esforço que Sua Majestade fez para não ser reconhecido. Mas a postura, o porte, a atitude, a pose não permitiam dúvidas. Um Rei, mesmo entre milhares, é sempre um Rei, por muito que se esforce por parecer um igual entre muitos. Não imaginava que Sua Alteza fosse tão alto. E o bigode dá-lhe uma imponência de acordo com a Sua condição. Confesso que fiquei impressionado e comovido.
Mas se Sua Alteza me permite, faço aqui um pequeno reparo: não gostei de ver Sua Majestade de suspensórios verdes. Verdes?! Suspensórios?! Admito não estar a par da moda «Primavera/Verão» deste ano, mas nestas coisas sou um conservador e não consigo conceber um Rei usar, para segurar as reais calças, suspensórios (verdes!!!!) em vez de um másculo cinto de grosso cabedal onde pendurará a espada em tempos de guerra! Peço perdão pelo abuso mas esta é a minha opinião.
O seu fiel servo,
Alberto Cardoso

O Guardião disse...

Parece que houve alguma operação plástica para essas bandas, que o visual mudou um pouquinho.
A manif dos professores foi a sério e acertou abaixo do cinto, lá para os lados da engenharia. O que eu não acredito é que ele aprenda.
Cumps

Mocho-Real disse...

O que é preciso é não ter medo!

um abraço.

pé-de-meia disse...

Alberto Cardoso, eu também vi o Rei. Alto, bigode farfalhudo e de suspensórios verdes. Vinha bem disfarçado, todo de negro, tal e qual um cavaleiro solitário.
Um abraço

Pata Negra disse...

Maria,
estamos mesmo todos apanhados, que cada um apanhe aquilo que o apanha!
A mão do Rei

Pata Negra disse...

Alberto
- Até ao Terreiro do Paço?! Não foi lá que limparam o cebo ao D.Carlos?
- Quem foi o rei cantado no fado do embuçado?!
Estive lá, estive! Mas o dos suspensórios verdes não era eu. Eu levava as calças na mão, pronto a obrar. O meu desejo era que aquilo se tornasse numa gigantesca obragem colectiva em que o tresande afastasse, duma vez por todas, os sócretinos das ruas do poder.
Quanto à minha arma, a minha arma, a minha arma...
- Sabes onde fica Caldas da Rainha?!...
Um ... do rei

AJB - martelo disse...

bem observado, algo semelhante em 1971...