terça-feira, 29 de abril de 2008

Janis Joplin Mercedes Benz

"Oh Senhor, porque é que não me compras uma Mercedes Benz?

Todos meus amigos têm porsches,

Eu preciso de ser recompensado,

Trabalhei a vida inteira,

sem a ajuda dos meus amigos

Então Senhor, porque é que não me compras um Mercedes Benz?"

(... a TV a cores dispenso!...)

Não sei o que se passa com os meus mitos! Foram mitos porque a morte os projectou? Foram mitos porque as máquinas comerciais americanas abusaram da minha inocência? Foram mitos porque eu era jovem e sensível?

Sei que os ouço agora e já não sinto a mesma música nem a mesma poesia, sinal que a música e a poesia que eu recebia não era só deles mas também era minha. Com os anos passados eu deixei passar uma certa juventude de modo que, porque perdi uma certa harmonia em reboliço, por demais que tome as culpas aos riscos da primitiva tecnologia do vinil, a culpa não é minha mas o caso é comigo! Que se lixem os Doors, os Deep Purple, os Stones - é pá! é melhor parar de enumerar! - fica ainda a orelha erecta cada vez que a Janis Joplin ecoa em qualquer lugar, a qualquer hora.

(parto do princípio que quem esticou a leitura até aqui está a ouvir a faixa)

Esta canção atravessou-me o ouvido! No meu parco inglês percebi o pedido. No meu parco inglês cantei muita vez esta canção! Nunca desejei ter um Mercedes! Nunca tive preconceitos por marcas de carros ou raças de burros! O Senhor nunca teria ouvido um pedido destes, primeiro porque era cantado em vão e segundo porque ninguém percebe um palavra do meu inglês. Foi, portanto, por acaso, que me tornei proprietário de um Mercedes! Velho! Note-se! O Mercedes tornou-se no Volks Wagen (carro do povo)! Há Mercedes para todas as camadas! Diz-me quanto dinheiro tens e eu arranjarei um Mercedes à tua medida!

(ainda estás a ler? - é que a situação, a conjuntura, o mal estar, a disposição despertam-me um desejo "cesáreo" e "não verde" de não ler e mal escrever - estou desesperançado - a esperança não morre mas pode desaparecer - anda por aí - não! continuo a não jogar no totoloto!)

Este texto está a tomar meu jeito, desnexado!

Vinha eu a sair do festival Sete Sóis ou Sete Luas - ou as duas coisas, sei lá, o caso é para mais! - e ao chegar junto da minha viatura constatei que lhe/me faltava a estrela. O GNR circunstante apercebeu-se da minha exaltação e abeirou-se averiguador.

- Deixe lá homem! São jovens! Fazem colecção!

- O Senhor guarda não percebe?! Eu preferia que me tivessem levado o carro e me tivessem deixado a estrela aqui no chão!

O guarda deu meia volta, provavelmente ia buscar o balão, ao longe ainda lhe gritei:

- Ó senhor guarda! Eu só tenho um Mercedes por acaso!

Gostar das estrelas dos Mercedes e de Janis Joplin não é o meu maior pecado, o meu maior pecado é revelar-me tanto quando a lucidez me deixa a nu! Este blog está mesmo a chegar ao fim! Ao fim e ao cabo!....

11 comentários:

alberto cardoso disse...

Como eu te entendo!
E se fores comprar uma estrela nova, pedem-te quase tanto quanto vale Mercedes...
Não desanimes.
Deixa viver o Rei.
O Rei faz falta!
O Rei anima a malta!
VIVA O REI!!!
Alberto Cardoso.

Watchdog disse...

Subscrevo o Alberto. O Rei é um amigo!

1 Abraço de ânimo e de conforto.

nota: sei que deve ser complicado, mas não impossível, serias muito bem-vindo ao jantar de sexta-feira.

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra
Sem estrêla, tadinho!...
Mas eu entendo. Quem pode ter estrêla quando se apaga a luz? Estou como tu. Sem nexo.
Maldito país e quem governa. Eu até gostava de escrever. Mas perde-se a inspiração com tanta confusão.
Abraço confuso

Tiago R Cardoso disse...

Um post digno de sua majestade, para alem de muito bem conseguido, a tocar em muita coisa.

Olha eu fico-me por uma coisa mais modesta e com menos cilindrada, é que ao preço questão os combustiveis.

Um abraço do dia do trabalhador.

NuNo_R disse...

Post oportuno eheh
Amanhã vou á FIL ver a exposição automóvel que por lá se encontra.

Se vir um Mercedes á "maneira" depois digo... eheh :)

abr...prof...

joshua disse...

Meu desânimo é uma coisa que esfaqueia e sangro. Capto em ti um tom que é nosso.

Aço de Abraço

PALAVROSSAVRVS REX

Jorge P.G Sineiro disse...

Hoje, 1º de Maio, não trabalho e por isso, não comento, peço desculpa.
Apenas passo para deixar um abraço aos amigos e a todos os trabalhadores.
Bom Dia de Festa! Viva a Liberdade!
Jorge P.G.

Odysseus disse...

Já me dou por feliz por ter um carro, um Mercedes nos dias de hoje é perigoso, pelos assaltos que andam aí.

Comenta só esta tua frase: Este blog está mesmo a chegar ao fim! Ao fim e ao cabo!.... Vais matar os leitões?

NuNo_R disse...

Meu Amigo, passa lá no "O PROFANO", está lá um Mercedes à tua espera. :)

abr...prof...

A wild blumen disse...

Adorei teu blog!

A wild blumen disse...

Adorei teu blog!