domingo, 2 de novembro de 2008

Começou a campanha eleitoral

Mais um filme. Um filme do Portugal profundo. Vejam até ao fim. O português já não é o velhinho moleiro, o apresentador de rancho folclórico ou a mulherzinha da sala de espera. O português é Pika Ferreira e vota assim.

O português que assim vota é completamente desconhecido pelos líderes políticos, pelos comentadores de coluna, pelos escritores de "equadores", pelos sociólogos de tese, pelos padres de confessionário, pelos sindicalistas de revista, pelos revolucionários de blogue.

Evitam, esses idiotas, de lançar ideias porque não convencerão mais dos que os já convencidos. Quando muito, pela insistência de lavagem do "lava mais branco", poderão convencer a franja que gosta de votar, ora aqui, ora ali, de acordo com o lado da consciência em que o vento bate. Cerca de cinquenta por cento dos eleitores vota com Pika Ferreira. Com um povo neste estado não há revolução que revolte isto.

Porque estou convicto que a revolução se faz de porta a porta, eu sou um deles, apenas com a pequeníssima diferença que voto sempre e voto, mesmo sabendo que perco sempre.



20 comentários:

antonio - o implume disse...

Finalmente: oposição a Sócrates!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra
As eleições transformaram-se num autêntico folclore em que as campanhas eleitorais ao invés de contribuírem para o esclarecimento, contribuem para o embuste. Há que fazer uma síntese de tudo o que é dito e tentar separar o trigo do joio. Mas eu, por mais boa vontade que tenha, não consigo, nesta altura, pôr a cruzinha em nenhuma das forças em presença. Mas como sou cidadã activa voto sempre. Só que voto em branco.
Abraço

Tiago R Cardoso disse...

tem sem duvida o meu voto, tem ritmo, discurso e mostra-se decidido.

Flamenguista Roxo disse...

Meu amigo LEITÃO a meu ver o voto é algo muito importante.
O eleitor tem que observar muito seu candidato se possível questioná-lo.
Infelizmente as pessoas só ficam de longe dando seus pontos de vistas e isto não ajuda nada o processo democrático.
Candidato só atende associações de moradores (grupo), ai é que o verdadeiro leitor tem que agir e estudar a proposta de cada candidato.
Se este comportamento fosse feito no mundo inteiro teriamos políticos voltados mais para o social - SAÚDE - SEGURANÇA - ESCOLA.
Um abraço e a paz de cristo gostei do seu blog.

Carla Silva e Cunha disse...

sempre muito interessante


http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Mar Profundo disse...

Olá, venho dar a conhecer o meu novo blog, apos alguns dias para ficar tudo bem decidi começar com ele, espero que goste de o visitar e que faça parte dos seus favoritos... com o tempos darei a conhecer o que gosto de fazer - Escrever..

Beijos e boa visita.

http://marprofundo.mine.nu

Meg disse...

Caro Pata Negra
Ouvi falar em eleições? Votos?
Mas votar em quem?
Ainda é muito cedo, desculpa, que a crise ainda não chegou e muita água há-de correr debaixo das pontes, e eu estou à espera do D.Sebastião.

Um abraço brincalhão

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra


Desculpa lá um pormenor: porque é que na lista dos Fidalgos o Silêncio Culpado aparece com um texto que não existe?
Não é culpa tua. No blogue da Odele aparece a mesma coisa.

Abraço curioso

Marreta disse...

Ui! Este é da escola do Nel Monteiro! Pika Ferreira ao trono!
Saudações do Marreta.

Marreta disse...

Ui! Este é da escola do Nel Monteiro! Pika Ferreira ao trono!
Saudações do Marreta.

Anónimo disse...

Se todos os patrões fossem como este...

Dois brancos e um negro estão num andaime, a lavar os vidros de um grande edifício.
De repente, o negro dá um gemido, vira-se para um dos brancos e diz:

- Ai, ai, ai! Preciso cagar, vou cagar aqui mesmo!
- Tás maluco, pá! Vais sujar toda a gente lá em baixo!
- Mas não aguento mais, meu! Não vai dar tempo para descer!!!
- Então, bate na janela e pede à senhora que te deixe usar a casa de banho dela aconselha o branco.E é o que ele faz. Assim que a velha permite a entrada, ele voa para a sanita. Está o negro tranquilo e aliviado, quando ouve uma gritaria sem fim. Quando sai, vê que o andaime tinha se partido e os dois brancos estavam lá em baixo espatifados no chão.

No dia seguinte, no velório, estão lá os amigos, as viúvas inconsoláveis e o negro acompanhado da esposa, quando chega o dono da empresa onde
trabalhavam. Imediatamente todos se calam. O empresário começa o seu discurso dirigindo-se às viúvas:- Sei que é uma perda irreparável, mas vou, pelo menos, tentar aliviar tanto sofrimento. Como sei que as senhoras vivem em casas alugadas, darei uma casa a cada uma. Também sei que as senhoras dependem dos autocarros, por isso, darei um carro a cada uma. Quanto aos estudos dos vossos filhos, não se preocupem mais, pois tudo será por conta da empresa até que terminem a Faculdade. E, para finalizar, as senhoras receberão todos os meses 1000 Euros, para despesas correntes e um cartão para as compras no mercado com um crédito mensal de 300 Euros.E a mulher do negro, já meio arroxeada, não se conteve mais e diz ao ouvido do marido:

- E tu a cagar, né???

Um abraço humurado
Luis

O Guardião disse...

Esta música é lixada... ganda Pika!
Cumps

salvoconduto disse...

Ora está a pequenísima-grande diferença ao votares sempre, mesmo sabendo que perdes sempre. São votos que deveriam valer por 2 porem feitos com plena conciência contrastando com os milhares de eles que quando votam seguem a maria porque vai com as outras, etc.

Anónimo disse...

Peço desculpa pelo abraço "humorado" erro de simpatia. Meus amigos será que nós vamos saber votar??? Lembram-se qd eu aqui deixei escrito quando a vida corre mal a uns corre-nos a todos, ora aí está! Estão vendo...os pobres precisam dos ricos e vice-versa. Só que na hora de votarem mtos desiludidos votam em branco, outros nem lá aparecem, mas os poderosos votam sempre e daí a nossa perda.
Um abraço até ao quarto 21
Luis

samuel disse...

É nestas alturas que eu penso que estamos realmente bem "quilhados"...

Compadre Alentejano disse...

Pika Ferreira é o maior! Abaixo Sócrates, Viva o Pika!!!

Jorge P.G disse...

Meu caro KING!

Só por expressa indicação tua vi esta merda até ao fim, esperando sempre ver o gajo arrotar ou coçar os cochões!

Um povo ignorante é mais facilmente dominado. Destes fantoches de feira querem eles MUITOS!...

Um abraço, que até me passo!

Mariazinha disse...

Pika, ma men,yô !
És um sinhaure carago!

Vou votar no Pika!

Beijokas

polidor, martelo disse...

lamento imenso... mas, o "filósofo" vai levar uma nega das grossas e mesmo que não lhe troque as voltas às minhas costas é que não...
abç

Zorze disse...

Vou pela mesma linha do jorge p.g., os governantes de uma forma e a povaça de outra adoram estes candidatos a Quim Barreiros.
Animam as feiras, bebe-se uns copos e Portugal é um país fixe.

Gostei da passagem "Revolucionários de blogue". Ainda me estou a rir, está muito boa.

Abraço,
Zorze