segunda-feira, 20 de abril de 2009

Dessassosego

Algures num bar que está numa rua duma cidade que fica no caminho.

A poesia
Á” é o poeta cósmico. Solicitado, cede prontamente à recitação. Pousa a garrafa “adecantada” e o copo e senta-se de perna trocada ao canto da mesa. Respira fundo a “sorridez” malandra e larga a poesia:
“Passaste um dia à minha porta
Tiraste-me a vida com um revólver
Agora tens de ma devólver”

A pobreza
” tem por condição pedir umas moedas para as gastar. Aproxima-se da mesa.
- Evitas de pedir que hoje não tenho dinheiro!
- Ah não tens?!... Olha eu tenho!... Não pode calhar sempre aos mesmos! Queres que te empreste!?
E retira-se sacando com sarcasmo um cigarro de um maço que ornamentava a mesa.

A sedução
” anda a tentar ser bicha. Tentou provocar-me com movimentos de língua e com uns piropos. Disse-me que me faria não sei quê se eu lhe fizesse não sei quanto. Os presentes divertiram-se com a abordagem - eu não!... mas gostaria que “Cê” levasse no cu tanto quanto o deseja!

- Já são três da manhã!...

12 comentários:

mfm disse...

A consciência da inconsciência da vida...que desassossego !

antonio - o implume disse...

Ok! Deve ser isto a que chamam o descanso do guerreiro.

Charlotte disse...

Vejo que o sítio te marcou, o que de certa forma me orgulha. Conheço os personagens e consigo imaginar (e rir com) as abordagens. Ai, o Desassossego, o Desassossego... Tantas noites, tantas histórias.

Um abraço poético e cósmico

Zé Povinho disse...

A bebida desse local talvez tenha tido a sua influência, mas às 3 da matina, com a confusão das luzes, quem sabe se não há gatos pardos um pouco por todos os cantos.
Abraço do Zé

MARIA disse...

Perdoará Majestade, não estou em dia de particular inspiração.
Parece-me contudo, pelo cenário, pela companhia, que para lhe tornar perfeita a noite só lhe faltou isto:

http://www.youtube.com/watch?v=eamRlKTe7rU

Naturalmente recursos poéticos não lhe faltam para "dessassossego" de alma poética que se vos apresente pela frente ou .. por qualquer lado ..

:-)

Fique bem.
Um beijinho amigo

Maria

Camolas disse...

- A tua energia estava virada para esse género de encontros.
O Sérgio Godinho foi memorável segundo alguns .

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra

Em quem estavas a pensar com tamanho desassossego?
Que imagens te fizeram encarar este ABC onde o C não pára de levar?

Ah, deixa-me adivinhar....


Abraço

Anónimo disse...

Certos gajos são uns doidos---doidos mesmo! Tanta mulher com fominha...mas eles só querem levar no cúzinho. Ah grandes paneleiros porra---xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Meg disse...

Pata Negra,

Mas que grande desassossego, meu caro amigo!
Fico em cuidados contigo, ahahaha!!

Um abraço

Compadre Alentejano disse...

Cada um leva no que é seu e, ninguém tem nada a ver com isso.
Faz-me lembrar aquele brasileiro que foi apanhado pelo polícia a levar por trás, admoestado, replicou para o PSP:
-Cú é seu? Cú é seu?
Abraço
Compadre Alentejano

Mariazinha disse...

Eh! lá Magestade!
Com que então nos by nights!
Francamente já não há nights como antigamente...

Para a proxima vá ter com a tia Maya que ela organiza-lhe o festim real.

Beijokas

Zorze disse...

Pata Negra,

Meu malandro!
Também tens a escola do giro flé-flá.
Sim senhor!

Abraço,
Zorze