sábado, 23 de maio de 2009

O êxito do momento

Ontem não vi o telejornal da TVI, perdi mas já recuperei via 2711. É um momento ímpar na televisão portugesa. Há quem estranhe que os telejornais da TVI, à sexta, falem sempre dos casos do primeiro ministro, eu estranho mais que os outros não falem. Mas que fique claro não gosto da Manuela e muito menos do marido e não aprecio particularmente o estilo Marinho Pinto mas que eles são necessários para animar a malta, lá isso são!

12 comentários:

Daniel Santos disse...

Que grande troca de ideia entre estes dois senhores.

salvoconduto disse...

Que cheiro a peixe(irada). Abordei o tema pela parte que mais me preocupou lá no meu canto.

Prá frente sem medo Pinheiro de Azevedo!

antonio - o implume disse...

Grande homem, grande pega de cernelha!

MARIA disse...

Pobre Manuela. Conteve-se muito perante uma coisa tão inqualificável. De entrevistado ele passou a uma pose que só vi certo dia numa feira quando o homem que tinha acabado de vender um relógio de popular qualidade foi interpelado pelo comprador no sentido de lhe devolver o dinheiro porque lhe faltava um ponteiro.
Claro que o vendedor logo deduziu que o comprador o arrancara para não pagar e toca de lhe dizer que não era sério, só faltava ser cigano, tomara ele que fosse, etc, etc.
Este homem estava bem no circo.
Até porque aí, ia compreender que para lhe darem alguma importância e lhe acharem graça, tinha que dizer ou fazer alguma coisa de jeito, não basta falar alto e com voz grossa.
Cada palavra, cada calhau, valha-nos deus...
Eu, se fosse a MMG, parava a entrevista e dizia-lhe : caro senhor, deixe-me pedir para servir-lhe um CHÁ e depois prosseguimos ...


Um beijinho amigo

Maria

martelo-polidor disse...

o estilo do Marinho não é o mais indicado não... embora ele casque nos gajos certos... e quanto à Manela estava a prever-se que um dia destes haveria de comer pela medida grossa...
abraço

Alcides disse...

O telejornal das 6.ªs feiras da TVI revela, todas as semanas, qualquer coisa de obscuro acerca do Sócrates que temos ou da sua família próxima. Ora isso incomoda quer o nosso Sócrates quer a família quer os seus os amigalhaços. Um deles, o Marinho, aceitou ir ao dito telejornal com a aparente intenção de se defender das acusações de medidas prepotentes que, como Bastonário dos advogados, tem tomado quando, realmente, a sua intenção era aproveitar o ensejo para insultar a apresentadora do telejornal e tentar passar a ideia que tudo o que ali se diz é falso. O Sócrates que temos deve estar contente e saberá recompensá-lo.
Alcides

Dr. Mento disse...

A peixeirada até teria a sua piada, se não fosse reveladora do estado de demência do País.

Jorge P.G disse...

Foi óptimo para as audiências de ambos!

Um mimo!
Não vi em directo, mas já apreciei em vídeo e fiz um articulado de opinião à propos.

Um abraço.

Meg disse...

Pata Negra,

Não vi em directo, e ainda bem.
Mas que espectáculo degradante!
Só nos faltavam mais estes dois entertainers.
Não me interessa o que disseram, apenas o triste espectáculo que deram... Do mais baixo nível.
Triste exemplo para os jovens.

Um abraço envergonhado

SILÊNCIO CULPADO disse...

Pata Negra

Espectáculos de circo não nos faltam mas este superou a grande maioria.
O que me dana é que este espectáculo foi montado para desacreditar a TVI e logo beneficiar o Sócrates.


Abraço

samuel disse...

Já que ele não passaria a ser mais nem menos simpático por isso, foi pena não ter aproveitado para dar um estaladão nas trombas da "jornalista" que às Sextas toma conta daquela lixeira a céu aberto.
Estão bem um para o outro!

Abraço.

Ferroadas disse...

Para não assistir a cenas tristes não vejo nenhuma TV, vi as mesmas nos diversos vídeos que proliferam na blogosfera. Para compor o ramalhete só faltou mesmo o Pinto da Costa vs Filipe Vieira. Uma nojice.

Abraço