terça-feira, 29 de setembro de 2009

This is the end

Venho comunicar-vos o fim deste reino em consequência do desaparecimento do monarca D.Pata Negra. Foi tudo muito rápido:
O autor - Face a estes resultados eleitorais só vejo uma solução: fazer a revolução de porta a porta!...
Pata Negra - Assim, à maneira das Testemunhas de Jeová?!...
Revólver do autor - PUM! PUM!...
O corpo fica em brasa ardente até que os servidores do blogger o ousem decompor.
O autor

- Vou andar por aí!

120 comentários:

Fliscorno disse...

Oh! É a sério?

Maria disse...

Não acredito...
Faz lá um intervalo para o que tem de ser feito e volta daqui a 15 dias!

:)

aDesenhar disse...

humm
não é o dia 1 de Abril?!
aproveito para ouvir o JM.
ahhh
faz um intervalo, retempera forças,
porque a "real politique" que se avizinha promete.
:-)

abraço

opolidor disse...

ok ,,, mas,já agora vê lá se ficas bem assado - gosto da pele bem estaladiça.

abraço

mfm disse...

Ficamos à espera. Depois do porta a porta o descanso e depois o regresso ao Reino que não pode ficar sem Rei.
Abraço

Meg disse...

Não, não, não...!!!
Mesmo com uma gripe daquelas, ainda recalcitro... por ti...
Lá que o país tenha virado uma anedota, não quer dizer que tu tenhas de desanimar...
Espero que "isso" passe depressa e que não nos deixes... PLEASE!

Um abraço

Marreta disse...

Tu queres é votos!
Deixa-te de tretas e diz lá onde é que estás em brasa ardente e se é preciso levar o picante.

Saudações do Marreta.

O Guardião disse...

Os resultados também não foram do meu agrado mas isso só me convence de que é preciso continuar, mesmo que pareça difícil combater a indiferença e o masoquismo.
Cumps

Alberto Cardoso disse...

EU AVISEI!
Eu disse:”Ai do Autor se tocar no Rei com um dedo sequer”.
O Autor não me deu ouvidos e suicidou o Rei.
Agora vou congregar todos os amigos do Rei dos Leittões e, juntos, marcharemos até à Terrinha e esganaremos o Autor.
Não alivia a dor da perda de um Amigo mas ajuda.

Ferroadas disse...

Se quiseres vir,(despesas a mielas) vou no mês de Novembro, talvez Dezembro, ou quem sabe Janeiro, até à Serra-Leoa. Vai estar mais calor, praias a perder de vista, gajas boas, longe do Sócrates e do Cavaco, um gajo pode andar de tanga, mal por mal antes lá, sem escutas e o mais importante sem o patrão a forder a cabeça. Se quiseres existem bastantes vagas no barco, sim, porque isto de avião é para capitalistas.

MARIA disse...

MAJESTADE,
Este blog vale bem um Reino...
Desde que me lembro de estar na blogosfera, sempre segui este blog.
Seguia também o GLQL que também cessou...
Foi este poste no dia 13.04.2007 que encontrei e que me conduziu ao Rei. este :http://filhosdaoutra.blogspot.com/2007/04/o-elogio-do-palavro.html.
Não vou dizer-lhe nada sobre o que acabou de decidir.
Sou sempre desastrada em cerimónias fúnebres, rio quando é suposto que toda a gente chore ou pura e simplesmente, dizem, não me avistam sequer sombra de emoção.
Quer ver, exemplifico, o desastre :
Acho lamentável que vivo nunca se oferecesse a ninguém e queira agora desafiar o pobre Reino a comê-lo morto....
É um ritual de novo culto macabro?!...
:-)
Pese embora o aspecto do grelhado seja de deixar água na boca, continuo a preferir um Rei vivo e de boa voz, como a voz que
EM 06.01.2006( cfr arquivo real)
ESCREVEU ISTO:

"PREFÁCIO

Escrevo, de lágrimas no bolso,
como uma criança que faz um boneco e pensa que este vê
porque lhe desenha olhos no rosto!

E para que mais pode servir a inteligência
a quem é piolho da sua própria cabeça
e todos os dias se senta à mesa para se comer a si próprio?!

De si próprio, o poeta da angústia e do mau gosto,
O HOMEM QUE O PERSEGUE;
que de si próprio nasce, cresce e escreve...

porque lhe rebentaram os princípios, as ideias, a cabeça,
e ele não rebenta!

porque saltou sessenta vezes a mulher do ministro
e ela ficou sedenta!
- e a rádio? – não comenta?!

porque a morte já não está em causa
nem se lamenta!
- e a vida? – a quem a aguenta!!

porque a história da Humanidade
não se emenda!

porque o HOMEM QUE O PERSEGUE é ele
que se senta para escrever esta merda de sebenta,
e um homem destes, não se inventa!!!

Escrevo, a conversa das palavras
despindo e amando a Noite
no quarto onde se veste a Madrugada...

Escrevo, o silêncio das ideias
passeando e sorrindo a Natureza
nos bosques em que se esconde a Primavera...

Escrevi ainda, muitas coisas mais,
menos noventa e nove vírgula nove por cento
das coisas que gostaria de escrever...


A minha dor, são as tuas feridas...
O meu sangue, é mar que se ergue e não desce mais....
Eu sou o homem que me persegue,
O caos e o cais de tantas idas,
O bom dos bons, o maus dos maus..."

*

Agora vou Majestade.
Até sempre.

Maria

antonio - o implume disse...

Talvez um dia nos encontremos...

Mariazinha disse...

Não acredito!!

A não ser que queiras abdicar da monarquia e juntares-te à plebe.
Se for isso estamos de braços abertos para receber mais um camarada.Desistir? Não me parece...

Beijokas

Isabel Pedrosa Pires disse...

Majestade

Sabemos que a revolução se faz porta à porta e de olhos nos olhos, mas sem guião não vamos a lado nenhum.
Sacha vôr de ter juízo e continuar a dar ânimo ao povo.

Não sabe que os cães ladram e a cravana passa?

Um Abraço revolucionário.

lili canecas disse...

Eu bem dizia, o Rei vai nu.
Majestade deixe os grelhados e coma castanhas assadas e pinga da boa.

Rui Figueiredo Vieira disse...

Eiiii, nunca mais como Leitão na vida! Cheira bem pelo menos!

Pata Negra disse...

Fliscorno, velho amigo Raposa Velha, continuarei a acompanhar o blogue que informa, que revela, que é sério, que crítica, que é bom de se ver e se ler - uma referência no meu espaço blogoférico, um amigo que admiro.
Vou andar por aí!

Pata Negra disse...

Maria,
muito obrigado pelo afecto, pelo inteligência, pela força, pelo humor e pela presença que por aqui deixaste. Se houvesse um prémio, para os seguidores deste blogue, seria teu!
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

aDesenhar,
não é Abril, é Outono. Não há blogue igual ao teu. Um abraço e boa continuação.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Polidor, pena que a tecnologia tenha evoluído tanto e ainda não seja possível partilharmos um naco de leitão. As tuas marteladas, sempre temperadas com um frase curta e cheia vão estar sempre por perto.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

mfm
é bom andar à roda quando se tem uma postura firme, como a tua. Eu endoidei de andar à roda. Um abraço.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Meg, isto foi muito bem recalcitrado! Continua a dar-nos poesia e a revelar-nos poetas. Quem gosta, assim tanto, de poesia, só pode ser poetisa! Um verso de amizade.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Marreta
Nunca esquecerei o tempo em que nos conhecemos em Notre Dame! Lembras-te?! Votos!? Votos sim mas não de castidade! Tenho quase a certeza que um dia ainda te vou dar um marretada nas costas!
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Guardião, já faz anos que ando por aqui a apreciar a tua maturidade. Um abraço sereno.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Alberto Cardoso, um dos poucos servos que nunca revelou o seu perfil. Pela conversa, que por aqui deixou, presumo que me conheces e que tens idade para seres meu filho. Um dia, lembro-me, dei-te, em resposta a um comentário, as coordenada da Terrinha, foste ao google earth e respondeste com a Cubandeira, a Cartaria e outros lugares. Fiquei sem dúvidas e tive vontade de apanhar-te. Aliviei porque identifiquei o ip de Coimbra!
Encanto na hora da despedida

Pata Negra disse...

Ferroadas, continua a lutar, vai ao corno de áfrica que eu daqui não saio, daqui ninguém me tira mas vou andar por aí

Pata Negra disse...

Maria, despedida em grande?! Tanta atenção por um rei cadáver?! Vou tentar um POSFÁCIO
(DEDICADO À MARIA)
Secaram-se-me as lágrimas no bolso / as crianças desenham rostos com os olhos fechados / os piolhos comeram-me a inteligência e eu perdi o estado de poesia / vou parar maria / mas vou andar por aí
Até sempre

Pata Negra disse...

Implume
Vou andar por aí, difícilmente não nos cruzaremos um dia! Estou em dívida contigo! Continua a escrever que vais bem.
Um abraço entre palavras e boas intençoes

Pata Negra disse...

Mariazinha,
sempre li em ti o tacto das ceifeiras. Já nem me lembro em que seara nos encontrámos.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Isabel Pedrosa Pires
Enquanto houver ruas para andar, a gente vai coninuar, a gente vai continuar... (há cães que mordem!)
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

lili caneças
um comentador sem perfil que por aqui se foi perfilando - presumo que me conhece?!
O rei vai nu e erecto.
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Rui Figueiredo Vieira
Parece-me que não tivemos tempo de aprofundar relações. Secalhar perdemos alguma coisa...
Um abraço ainda a tempo - vou andar por aí

MARIA disse...

Mas... Majestade...

Um blog com tanto tempo...
Tanto tempo da sua vida dedicada a escrevê-lo, compô-lo, imaginá-lo...
Tanto tempo voando até aos amigos com palavras de ânimo, de luta e de poesia...
Que faremos com esse tempo?

É uma pena, realmente.
Tem mesmo que ser assim ?


Lá por o rei estar cadáver não tem problema, Majestade.
Primeiro porque não me parece ser bem assim.
A perspectiva deste lado não é essa.
Depois, porque há coisas capazes de erguer da tumba os próprios mortos, que dirá o Rei que se aquietou no conforto da cadeira real ?!...

:-)

Essa agora, um " rei cadáver" ...
Saia da grelha, esse calor não é saudável. Areje, procure água límpida...
E volte
Porque nós também ficaremos por aqui!

Em homenagem a todos estes anos de escrita de tanta qualidade, muito singelamente e com um beijinho sempre amigo:

http://www.youtube.com/watch?v=oh-i8gwviFk


Maria

Camolas disse...

O poder vai cair nas ruas, Vossa Majestade

Camolas disse...

Caralho Pá!!! deixa-te de merdas é escreve que é para isso que que cá estás!

Marreta disse...

Quando a nova República dos Leittões for instituída não te esqueças de mandar por emílio a sua localização blogosférica, tal como eu fiz.
Ainda um dia, quando menos esperares, me vais ter que aturar aí pelas terras de Ourém, com ou sem leitão na brasa...

Hoje, em vês das triviais saudações, o Marreta deixa aqui um comovido abraço. Até amanhã camarada!

P.S.: Depois disto, estou a ponderar seriamente em assassinar o Marreta também.

AnA disse...

Serve de muito desistir de aqui escrever. Bahh para ti.

Compadre Alentejano disse...

Espero que, quando regressares, visites o Papa Açordas...
Um abraço e um Até Já!
Compadre Alentejano

Zé Povinho disse...

Não sou bom em despedidas e acho que este espaço me faz falta, caso o afastamento se venha a efectivar.
Por agora deixo um grande abraço do Zé e, quem sabe, voltaremos a encontrar-nos por aí.

Pata Negra disse...

Maria,
Confesso que vivi! Todo esse tempo foi vivido e nem Deus nos pode tirá-lo! Aprendi um lição: um homem do povo nunca deve ousar ser rei - nem dos leitões!
Beijinhos marianos - voltaremos a encontrar-nos.

Pata Negra disse...

Camolas
se perdemos o norte, o mais provável é termo-nos enganado no caminho, ainda que o caminho que levávamos tenha mais amoras para recolher! Nada mais revolucionário e mais poético do que o poder da rua e nunca me apeteceu tanto escrever como agora - mas é nas paredes!
Um abraço meio beja

Pata Negra disse...

Marreta
Não és o primeiro a confundir Ourém com Ourense. Espero por esse dia em que queiras provar do meu vinho e do meu churrasco. Mas tem de ser rápido porque vão-me estragar a paisagem com um autoestrada e, a paisagem, também se come. Uma condição, tens de me encontrar apenas pelas coordenadas do google earth - nada de tlms!
EStava a ver que ninguém se comovia com o meu desaparecimento!
PS - o quê?! o PS?! assasinar o Marreta?! Mas isto é alguma daquelas ceitas religiosas que se matam todos num certo dia de injuízo final?

Pata Negra disse...

Ana
"Bahh"?! Que raio de merda é essa? "Bahh" é merda de ouriço? Obrigado por tudo mas tenho de virar as coisa do avesso

Pata Negra disse...

Compadre
Compadre - do latim também pai - engraço com a origem do termo, gosto mais do Alentejo do que de Portugal, gosto de Açorda e criei uma especial empatia pelo Papa Açordas - porque será?
Vou andar por aí

Pata Negra disse...

Zé, muito pouco de povinho tens tu: amigo da arte, sereno na análise, culto na abordagem, coerente em política! Cheira-me que terá idade para ser meu pai! velho tu?! Não, eu é que sou um petiz!
Vou andar por aí

Anónimo disse...

Assim não vale...
E os anónimos como eu, que aqui passam de visita?
Ainda estive uns dias a espreitar, na esperanças de uma qualquer reconsideração.
Asseguro que não o vou tirar dos meus Favoritos

Meg disse...

"Meu", sim meu Pata Negra... e depois?

Vais andar por aí... vais andar por aí...
Não me conformo... fazes-me lembrar um amigo que também nos deixou e anda por aí mas nunca mais me ligou nenhuma... e era lindo!
Vou chorar, porque me trataste sempre muito bem, e obsequiaste o meu canto com os teus comentários que me deixavam sempre com um sorriso feliz, porque me chamaste coisas bonitas...
Porque gosto de ti, pronto(s)!!!
E também não te vou tirar lá de casa, nem que ela venha abaixo!

joshua disse...

Nem penses, amigo.

lili canecas disse...

Vou andar por aí! Onde é que eu já ouvi isto. Será que o Rei se vai candidatar a alguma câmara. Atão na querem lá ver. O Rei está a andar como o caranguejo.

Nuno Raimundo disse...

Assim e de repente?!

Boa Sorte!!!

abr...prof...

Manuel disse...

Olha este! Agora que eu tinha encontrado um blog a sério, vai encerrar. Tá visto que se assustou com as críticas cá do Manuel. Ó magestade Pata Negra, por tão pouco não desiluda os seus seguidores. Eu prometo nunca mais comentar os magníficos conteúdos deste inigualável blog. Palavra de escuteiro.
Manuel

Pata Negra disse...

Anónimo 3/10 - 17.26
Foi por causa dos clientes que não faziam consumo que a tasca foi abaixo. Um abraço e divirta-se a ler os 4 anos passados.

Pata Negra disse...

Meg,
continuarei sempre a passar por tua casa - haverá sempre um lugar para mim à mesa? Ai aqueles versos no churrasco!
Um abraço prosaico

Pata Negra disse...

Joshua,
tu é um mestre da escrita que andas perdido na análise política.
Estivemos a um fio de nos tornarmos próximos. Pressentimos qualquer coisa e ficámos só amigos. Porra isto parece uma conversa de outros! Vou ficar por aqui - disseste: "Nem penses, amigo" e eu obedeço-te: Não penso e sou teu amigo

Pata Negra disse...

Lili
Só fôr a uma câmara escura
Um abraço entre canecas

Pata Negra disse...

Nuno
Continua profano que hás-de chegar ao céu.
Um abraço em nome das trocas de ideias passadas

Pata Negra disse...

Manuel
PS: não lhe respondo

Milu disse...

Então Majestade?

Já aqui tenho vindo por várias vezes, mas sem comentar. O desânimo que lhe senti desarmou-me completamente. Quando assim é nunca sei o que dizer, optei, portanto, por ficar à espera que recupere da letargia em que se prostrou. Afinal, um talento como o seu, não pode morrer assim.
Um abraço de sincera amizade.

Anónimo disse...

Majestade (acho que é a 1ª vez que uso este termo, para a si me dirigir), conheço este seu reino desde o início, numa altura em que, por norma, visitava muitos outros blogs. Desde há 4 anos que visito este seu «reino» fiel e regularmente e, em jeito de homenagem, deixe-me dizer-lhe que isso não ocorreu com outros blogs. Desse período, este é o único que mantive nos favoritos (e dos poucos que fui comentando) e eu até nem sou um grande apreciador de leitão. Acontece que quando o leittão é bom (repare que agora usei dois tês), ficamos clientes.
Desta sua casa, a que chama tasca, fiquei a conhecer alguns cantos e um dos meus preferidos é o velho «quarto» lá dos fundos (com as suas estórias de mais de um quarto de século) e uma bela vista para Coimbra.
Da «fábrica», que se vê de uma outra janela aí da tasca, gosto sobretudo dos personagens (as fotos não me permitem uma grande apreciação do edifício). Depois, como nos bons restaurantes, também aqui o melhor são as visitas e as surpresas do chefe (para lá do leittão). A tertúlia por si promovida (ou devia dizer servida), quase sempre com refinado sentido de humor e muitas vezes verdadeiro espírito revolucionário, souberam-me tão bem como os melhores nacos do leitão do Vírgilio da Mealhada (o da nova casa dos leitões) que, como saberá, tem o melhor leitão (real) do país. Neste caso, o melhor leittão virtual (outra vez os dois tês) é obviamente o seu. Não me vou alongar muito mais nesta sentida homenagem, nem lhe vou pedir que prolongue mais a vida dessa sua tasca. Se bem o conheço, temo que a decisão possa ser irreversível. Mas se o conheço, também imagino que possa estar a pensar numa remodelação da tasca, para uma reabertura em grande ou, quiçá, numa mudança de ramo e aí tenho a certeza que voltará a «reinar» (nos dois sentidos) em grande. Avise-nos, da nova morada, se for esse o caso. O que não aconselharia, em caso nenhum, seria um trespasse do estabelecimento pois chefes como o Pata Negra não há para aí aos pontapés. Quanto a nós (seus súbditos),para já, resta-nos a consolação de que ninguém nos poderá tirar os momentos bem passados neste seu «reino dos leittões», e de vez em quando (pelo sim pelo não) fique sabendo que iremos até aí dar aí uma espreitadela, não se vá dar o caso de o chefe aparecer por aí com qualquer coisa nova.

zerui

Ferroadas disse...

Deixa-te de tangas e bota (de botar) umas lascas de pernil, acompanhado com tinto da Bairrada. Para tabus já nos chega o Cavaco. Agora que o Carvalho da Silva até apoia o Costa do castelo, estás tu a chatear-te. Olha amigo, diverte-te em quanto é tempo, amanhã é outro dia.

PS (salvo seja)
O meu convite está de pé, já não vou para a Serra-Leoa, agora vou para as Seychelles ver o acasalamento da tartarugas-gigante, sempre me intrigou como é que elas e eles claro, fazem amor, ou seja como praticam o coito, com aquela treta por cima das costa deva dar um trabalhão do caraças.

Abraço

Meg disse...

Pata Negra,

Eu sei que estás aí a ler...
Um abraço e
um beijo de saudade

mescalero disse...

A tasca fechou. Era uma boa tasca.

Abraço anarquista

Pata Negra disse...

Milu, poderei morrer assim mas não hei-de morrer assado. Obrigado pela tua amizade. Deixem-me descansar.

Pata Negra disse...

zerui
pois

Pata Negra disse...

Ferroadas
tu és o maior revolucionário que por aqui encontrei. Vou deixar-me de tretas: um abraço virtual que um dia destes será real realmente.

Pata Negra disse...

Meg
estou aqui
um beijo e um abraço

Pata Negra disse...

Mescalero
a tasca fechou, vou abrir um bar libertário
abraço anarquista

joshua disse...

Sinceramente, ainda aguardo por um Jantar, entre copos de tinto, e por um Abraço a selar a sementeira da nossa Amizade.

Mantenho o meu «Nem penses, Amigo!».

Mariazinha disse...

VI FARRA BLOGOSFÉRICA

Será no dia 30/Outubro, pelas 19h no Restaurante


O Púcaro
Praça da Alegria, 38 - r/c
Lisboa

Será que não te encontras por Lisboa?

Beijokas com muita saudade

Ferroadas disse...

É desta que o Homem dos leitões desce até à moirama. É desta que vamos (vou) conhecer o Homem da Bairrada!!!

Ó pá deixa-te de porras e aparece.

Olha, trás umas carcaças da Mealhada, leitão não te peço pois podias sujar o comboio.

Abraço

Jorge disse...

Majestade, já é muito tempo sem poder ler aquilo que tão bem nos sabeis dizer, por favor regressai
atentamente um subdito triste

Zorze disse...

Aos dois,

Ao Autor e ao Pata Negra,

Passou por aí um ar... Isso é certo.

Os "ends" são toda uma ciência, desde a princesa que casou com o príncipe e foram felizes para o resto da vida, até aos "bad ends", no meio levar até à "bed" como "end".

Faz aquilo que considerares o melhor para ti, pois, indubitavelmente a última decisão será tua, claro que, com um enorme somatório de muitas outras opiniões. A influência dos outros é importante.

Pelo que, de alguma coisa que me conheces, sabes que não acredito muito nessas coisas de "ends".

Abraço,
Zorze

Pata Negra disse...

Joshua
Sinceramente, ainda aguardo por um Jantar, entre copos de tinto, e por uma abraço a selar a sementeira da nossa Amizade. Pode ser em Fátima.
Eu penso amigo

Pata Negra disse...

Mariazinha,
saio frustado desta blogosfera apenas por uma razão: nunca consegui ir a uma dessas farras!
Um abraço da farra

Pata Negra disse...

Ferroadas,
subam vocemecês cá, eu trato de tudo!
Para a próxima a farra é na paisagem

Pata Negra disse...

Jorge
Quem és tu para teres direito a tão vã tristeza?
Um abraço incognito

Pata Negra disse...

Zorze
encontra-nos-emos noutra dimensão.
Se alguma coisa nos juntou por aqui, é porque alguma coisa existe que nãi identificamos.
Um abraço extrafísico

Marreta disse...

Então mas há funeral ou não? Há enterro ou cremação ou não? Esta porcaria está a tornar-se um caso sério de saúde pública! O cheiro a cadáver já se sente na Moirama!
Vamos lá resolver este caso com celeridade senão quem vai actuar é a ASAE!

Condolências do Marreta.

Jorge P.G disse...

E AGORA??? O que faço à Insígnia da ORDEM DO COMENTADOR?

Ficaste assim tão traumatizado com a reeleição do Socretino, pá?!
Deixa lá que a segiur há-de vir o Costa, com o Stanley Ho, parafazerem uma cidade nova nos terrenos da Portela. Anima-te, pois, e investe.

FAZES FALTA! (esta é a sério!)

UM GRANDE ABRAÇO E ATÉ JÁ.

Meg disse...

Pata Negra,

Como uma real melga, não te largo, e enquanto esta porta se mantiver aberta, venho espreitar porque sei que estás aí...
mas quando reincarnas?

Um beijo

Marreta disse...

Suicidei-me.

Meg disse...

Pata Negra,

O Marreta suicidou-se mas já ressuscitou...foi rápido.

Que desassossego!

Vocês querem é desestabilizar a blogosfera, ahahahah!!!

Continuo à tua espera.

Um abraço

O Guardião disse...

Li por aí (num espaço que visito com muita regularidade) que Sua Majestade anda por aí, e de boa saúde. Pois seja bem aparecido, e se ainda tiver fôlego dê um ar da sua graça, com esta ou outra vestimenta que o respeito será sempre o mesmo.
Cumps

Pata Negra disse...

Marreta
Condolências ao morto?! O funeral só ainda não se realizou porque falta o Marreta para levar a carreta!
Um abraço em nome da saúde púbica

Pata Negra disse...

Sineiro
O que fazes à insignia? Insigna-a!
Um abraço da torre da igreja

Pata Negra disse...

Meg
Sempre presente mesmo quando ausente
Um verso-bejo

Pata Negra disse...

Guardião
De boa saúde talvez não mas por aí!
Um abraço e lopes

opolidor disse...

amigo Pata

cá para mim hoje andaste a trinchar leitão estaladiço...

abraço

Alberto Cardoso disse...

Porra Majestade! Ou sim ou sopas. Há mais de um mês que Sua Alteza Real se anda a divertir com os pobres e crédulos súbditos. Com tantos elogios o Seu Real EGO ainda não brilha o suficiente? Quantas mais esfregadelas vão ser necessárias para ficar a contento de Sua Majestade?
Estou farto desta merda.
Cordiais cumprimentos.
Alberto Cardoso

samuel disse...

Esta agora!...
Se não for para reconsiderar... continua a aparecer lá pelo estabelecimento.

Grande abraço!

Meg disse...

Pata Negra,

Não de boa saúde????
Mau!!! Não me deixes preocupada!
Cuida-te, que julgo que é o que todos queremos... são como um pero!

Um abraço

Marreta disse...

Este presunto mal fumado quer é bater o recorde de comentários! Quer é ir para o Guiness! Quer entrar para a história, por ser o único porco assado que não foi comido!
Manda ao menos um courato para baixo para fazer uma sandes que minis há por cá!

Saudações sem castrol do Marreta.

O Guardião disse...

Em câmara ardente por isso o cheiro a incenso que me tocou a mucosa nasal...
Cumps

Jorge P.G disse...

Um abraço, se é que ainda andas por aqui.

opolidor disse...

então, Pata ...
como vai a vesícula?

abraço

Jorge P.G disse...

Continua a fazer a Revolução de porta a porta. Não pares!

Um abraço.

Jorge P.G disse...

Continua a fazer a Revolução de porta a porta. Não pares!

Um abraço.

O Guardião disse...

É bom saber que o Pata Negra ainda mexe.
Cumps

Marreta disse...

Ainda mexe?! Onde é que esse javardo anda metido? Cá para mim numa qualquer lata de salsichas...

Pata Negra disse...

Meus amigos, obrigado por não abandonarem o velório e por serem testemunhas de que pode existir vida para além da morte. Estaremos de passagem do Reino dos Leittões para o Reino dos Céus?!
Polidor, Alberto, Samuel, Meg, Marreta, Guardião, Jorge Sineiro, Polidor, Jorge, Jorge, Guardião, e claro Marreta: o comentário centenário pertence-me a mim!
Dum rei assim e assado

Zorze disse...

O comentário centenário! Desta é que eu não estava à espera.
O meu é o 101, onde trabalho, o meu nº de colaborador (agora chama-se assim) é o qualquer coisa 101.

Estás a ver que afinal há vida para além da morte? Bem dizia...
Munido de um PC, mesmo aí no além, o wireless funciona, logo o blog poderá continuar o seu rumo, seja qual ele for.
Também com exteriorizações de energia resulta...

Abraço,
Zorze

Meg disse...

Vejo que na minha ausência, a coisa esteve animada por aqui.
Eu também quero ter uma morte assim, com tanta vida e, pelo que estou a adivinhar, com banda larga.
Vê se voltas... preciso do ar fresco dos teus comentários.
É isso mesmo...
E agora, sem ser a brincar, quero-te bom, são como um pero!

Um abraço recalcitrante

Mariazinha disse...

Será que essa da vesícula é verdade??
Eu sofro do mesmo em breve vou à faca...
Se assim for as melhoras e um bom regresso já tenho saudades.

Beijokas

opolidor disse...

exilado Rei Pata,
a sério, é a vesícula? é o que faz encher o cabedal de leitão assado...
se for ...as melhoras e
um abraço

Anónimo disse...

Passa-se um mau bocado...ou melhor dizendo, uns maus momentos...evitar tudo qto fôr àcido e não só, leite, ovos, gorduras. Adoro laranjas...e clementinas só agora as posso comer. Fui operada em Maio. Antes de ser operada fui 5 vezes de urgência ao hospital...com fortes dores...é horrível...até que à 5ª vez lá fiquei. A recuperação tb custa um cadito...principlamente antes de tirar os pontos...o que me valeu foi uma boa cinta de arco. Actualmente posso comer de tudo. Desejo as melhorinhas. Muahhhhhhh
Anónima amiga.....

Anónimo disse...

Emendo - principalmente -

Marreta disse...

Espero que o transplante do pâncreas tenha corrido bem e que as vértebras partidas sarem depressa.
Fizeste bem em largares o alcool porque isso também não ajudava muito. Nestes casos de alcoolismo grave a recuperação é morosa e parte principalmente da força de vontade do doente. É preciso coragem. Recompõe-te que nós cá estamos à tua espera.

Saudações e as melhoras rápidas.
Marreta.

Anónimo disse...

Ai ai...este senhor Marreta é um grande cómico! Ehehehehehehe...faz-nos :) imenso. Nestes casos de alcoolismo grave a recuperação é morosa e parte principalmente da força de vontade do doente. É preciso coragem. - Esta entrada tb é brincadeira não é? -.Desejo do coração as maiores felicidades a todos. Beijokitas
Anónima amiga

Meg disse...

Pata Negra,

Mas donde vem tanta informação(?) que me deixa deveras preocupada?
Afinal quem está a "furar" o segredo de justiça, desculpa, da ausência?
Ou o Marreta quer ver o circo pegar fogo, para te obrigar a ser bombeiro à força?
Estou a ficar como o país...e o leitão... em brasa,

Um abraço e coragem, então!

O Guardião disse...

Sem o correspondente atestado médico que comprove a situação, não dou crédito a nada, nem à face oculta... que começa a tornar-se perigosa...
Cumps

Pata Negra disse...

Nem imaginam quantas vezes ouvi nos últimos tempos:
... quem também está muito mal é fulano tal, abriram-no e voltaram-no a fechar...
De modo que estou bem de saúde embora com problemas na vesícula, no fígado, nos pulmões, nos intestinos, nas costas e com problemas com o álcool, com o tabaco, com a chaminé da casa, com a impressora,com a família e com o meu médico. O que me vale é não ser daqueles que têm a mania que sofrem de todas as doenças e não ter vícios!
O meu médico resumiu tudo num simples atestado:
...porque está possesso e perturbado o paciente está impedido de blogar...
um abraço às escondidas
NINGUÉM PELO MARRETA! TODOS CONTRA O MARRETA!

Meg disse...

Ahhh... mas agora chorei a rir, mas chorei mesmo!!!
Só tu!!!!
Hipocondríaco me saíste!
Mas estou como o Guardião... só com o atestado aqui escarrapachado é que aceito a ausência,

Ahahahahah...ahahahahahahahahah...ahahahahahah... o Marreta tem as costas...largas, se me entendes.

Um grande abraço para ti!

MARIA disse...

Curioso Majestade, eu também estou com problemas na impressora.
Não percebo o que a pobrezita tem e não sou só eu...
Estará carente dos seus postes neste Reino ?
Bem pondero se todo aquele engasgamento não será psicológico, mas não chego a nenhuma conclusão
:D
Daqui a pouco é Natal.
Dar-nos-á um renascimento por presente ?

A minha impressora tem saudades suas. A minha gata manda lembranças
e eu, só para manter a tradição monárquica, deixo-lhe um beijinho muito amigo.

Maria

NB: cha de alfavaca e quebra pedra é tiro e queda na vesícula
:D

Zorze disse...

Vesícula, fígado, pulmões, intestinos, costas, álcool, tabaco, chaminé, impressora e etc. ...
Epá!!! Pensava que era grave, afinal são peanuts!
Amanda-lhe com umas whiskas 40º graus e vai bicharada, vai tudo!

Abraço,
Zorze

Marreta disse...

É o que dá leitões criados com químicos e rações: carne de fraca qualidade. Nem para ressuscitar servem!

Saudações do Marreta.

Meg disse...

Meu "amado" Pata Negra!

Está visto... isto virou um blog de artistas!
E o que eu me divirto!!!!

Aqui está o blog de um "fantasma" - coisa nunca vista na blogosfera - com uma comunidade de fiéis e devotos comentadores, com um humor de se lhes tirar o chapéu.

Quando reincarnares podes atribuir um prémio ao comentário mais "bem caçado".
Vai ser difícil, mas sei que consegues. Fica o desafio.

Um abraço em banda larga

Ah...foi pena aquele devoto ter atirado a pedra ao teu monitor, ahahaha!!!!

Ferroadas disse...

Ó porra, a doença (cagar-se no blog) é, ao que parece, contagiosa. Já pegaste a mesma ao Marreta, mas este, como está perto, vou-lhe fodendo a cabeça. Que merda é esta? Dois dos melhores espaços da blogosfera acabam ou auto-suspendem-se assim? Sem mais nem menos?

Camarada e amigo Pata-Negra

Quanto mais se der na cornadura desta direita de cariz fascisoide melhor, a nós só nos resta a luta revolucionária e essa, caro amigo, também se faz pelos blogues.

Abraço

Zé Povinho disse...

Venho comunicar o meu regresso à actividade, ainda lento e com pausas, mas efectivo.
Espero que a gripeA que atacou este este espaço e afectou o amigo Marreta, a Maria e alguns outros passe depressa porque senão a blogosfera fica sem graça nenhuma.
Abraço do Zé

Pata Negra disse...

Assim que vi "Marreta - FIM" deu-me uma vontade imensa de recomeçar.
De facto não há espaço para nós os dois na blogosfera: ou ele ou eu!...
Mas depois, convenci-me que era mais uma das suas "mentiras conceptuais" - como disse o mescalero - e contive-me!
Como sei que ele funciona ao contrário de mim, tenho a certeza de que, se lher der a certeza que em breve voltarei, ele vai continuar...
Voltarei um dia destes, com o Marreta, a Maria, o Zorze, a Meg, o Ferroadas... os nossos blogues não são as nossas tascas, são os nossos pratos. Nós estamos todos na mesma tasca e não deixaremos de nos encontrar - nem que seja apenas nas caixas de comentários!
Abreijos para a Resistência. E tu Marreta levanta-te, ergue-te, bate-me, afinal de contas começámos juntos!

Anónimo disse...

Comentário 120...

Peço desculpa mas vou sair e fechar a porta... é favor tocar no andar de cima.

E VIVA O REI!