sexta-feira, 15 de outubro de 2010

O Sotão é doido

Para que serve afinal um sotão?!... O meu rapaz, desempregado de ofício, tem-me ajudado nas arredações.
- Ó pai, que raio de carta é esta?!
- Já te disse que podes guardar para ti as Gaiolas Abertas, os manuais de guerrilha, os "Chés" e as Playboys mas tudo o que fôr manuscrito é para queimar!
(peço perdão às mentes mais sensíveis mas os sotãos ajudam a revelar quem somos, pelo que fomos, e eu não estou aqui para me esconder)

que o sangue se afogue em touradas de delírio
prefiro o anel do lírio leviano
à raiva ociosa de uma folha de papel.

ó arte louca de sevícias copulações
vende-me a múmia dolorosa do perfume!

pénis belicoso do louco
lança ejaculações de vingança
sobre a trança escabiosa do lume do passado
pranta-te à terra e ao pranto da discórdia do costume
abraça o canto prásino da harpa antiga
"porque o meu filho estava perdido
e voltou à vida".

Talvez estivesse nos meus dezasseis anos. Não faço ideia do que pretendia, de onde vinha ou onde queria chegar com isto! Tenho a certeza que para o escrever fui pescar uns termos ao dicionário! Eu não era rapaz para tamanho vocabulário! Aliás, tanto o não era que o não sou e mais certo fico porque, sabendo que a memória não apaga o significado das palavras, acabo de recorrer ao dicionário - Porto Editora - para interpretar aquilo que eu próprio, púbere, escrevi:
- escabiosa, adj, cheia de erupções semelhantes à sarna.
- prásino, adj,  de cor verde
- pénis, s.m., orgão copulador.

10 comentários:

Camolas disse...

Andas a desnudar-te o que é sempre bom caminho, agasalha-te bem para não te constipares.

antonio - o implume disse...

Refinaste o sentido de humor, sem dúvida. Gostei deste teu registo em tom bíblico.

MARIA disse...

Sublime !
Sublime!...

do Zambujal disse...

Aos 16 anos e com esse... dicionário?!
E eu a pensar que pénis era um adjectivo!
É pá, começaste cedo a ser bom, ainda bem que não te estragaram lá por onde andaste.

Um abraço

O Guardião disse...

Recorrer ao fiel amigo (dicionário) é sinal de querer alcançar algo de um modo diferente.
Cumps

Pata Negra disse...

Camolas,
é pá, agora percebo porque quando mudo de calças, mudo sempre de lenço - ando sempre constipado!

António
o filho pródigo é das mais lindas parábolas da velha bíblia

Maria
Sublime és tu!

Zambujal
Por onde andei nem às paredes confesso... e até aposto... que não andei por onde andaste...

Guardião
Só tu para comparares o dicionário a um cão.

Um abraço a todos e muito boa nnoite

samuel disse...

Só para chegar à última linha, já no dicionário... valeu a viagem! :-)))

Abraço.

Milu disse...

Ao ler a sua expressão que "os sotãos ajudam a revelar quem somos", logo me lembrei de uma ocasião, em que ao visitar a minha mãe, descobri, suspensa de um prego na parede, no canto mais discreto do meu antigo quarto, uma velha mala minha, que ali jazia esquecida. Lancei-lhe mão, decidida a atirar com semelhante traste para o lixo, mas fui surpreendida com o seu peso, intrigada e expectante espreitei-lhe o interior, e, o que vi, desdobrar-se perante os meus olhos, quase me deixou sem respiração!...
Durante um bom pedaço ali fiquei como que hipnotizada, a navegar em águas passadas, pois aquela insuspeita mala sepultava testemunhos curiosos de vivências já passadas. É certo que, na altura, era ainda um passado muito recente, mas todo aquele conteúdo tinha um significado profundo para mim. Eram momentos da minha vida que ali estavam representados. Era eu inteirinha...Ou aquela que já havia sido. Senti ressuscitar dentro de mim um misto de emoções... E a mala já não foi parar ao lixo...

Quanto ao seu adolescente escrito, parece-me um exemplo do estilo barroco, muito enfeitado, cheio de contornos e recortes. Muito ao jeito de um espírito esvoaçante, alegre e criativo.

Pata Negra disse...

Samuel
Chegares à última linha é para mim uma honra.
Um abraço próximo

Milu
Felizes os que guardam papéis porque não renunciam aos seu passado.
Um abraço milu

opolidor disse...

Pata
não acredito que com aquela tenra idade não soubesses que o falo tinha tambem aquela alcunha...
não acredito, prontos...
abraço