sábado, 2 de outubro de 2010

A receita de mixórdia

Bem avisavam o velho para abandonar aquela velha receita de mixórdia que, em vez de o curar, lhe agravava a doença. O velho teimoso culpava os ventos e os ares e só dava ouvidos a curandeiros e feiticeiros. Ninguém o conseguiu convencer que o seu mal tinha origem no próprio remédio, pelo que acabou mal.

Toda a gente sabe que não vai resultar, o povo continuará com o futuro sempre adiado enquanto alguns continuarão a dançar a ronda no pinhal do rei.
Os prestigiados economistas e ex-ministros das finanças dirão que não resultou porque já foi tarde ou porque foi pouco, Sócrates dirá como sempre “é a crise” e Miguel Sousa Tavares dirá que a culpa é dos professores e todos eles continuarão a viver bem.

Entretanto, o verdadeiro governo continuará a ser de mercadores de capa negra enquanto ministros fantoches encenam, a seu mando, números e mais números. Puta que os pariu!

6 comentários:

antonio - o implume disse...

Sem dúvida, ou então enfiemos-lhes o PCP pelo traseiro acima.

Zé Povinho disse...

Não sou só eu que estou de mau humor...
Já nem me atrevo a escrever umas linhas porque só me sai bacorada no monitor.

Nota: Hoje tenho um leitão lá para as minhas bandas, eheheh
Abraço do Zé

Meg disse...

Só mau humor?
E eu nem sequer tenho leitão para amenizar... só défice, como escrevia EQ.

Um abraço sem jeito

Marreta disse...

Já não chega a puta que os pariu. É preciso urgentemente evitar que mais sejam paridos!

Saudações do Marreta.

samuel disse...

Cenário animador... :-)))

Abraço.

opolidor disse...

tanta incompetência em tantos sabichões...