sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Contra as receitas em grego

Companheiros de outras paragens, de outras margens e de fozes dos grandes rios.
Aqui Cavaco Silva teve setenta e sete por cento dos votos - tantas as que Cristo disse para perdoar - e o PSD ultrapassou os sessenta. Porque é terra de pedreiros e de pedra, de carpinteiros e de madeira, de construtores e de tratores, do chão que já deu uvas, a crise tem um tom diferente de doer porque ainda ontem o sol raiava nas piscinas e agora nem há culturas para regar.
Mas de tanto a água benta molhar a mão direita não se pense que por aqui, como por toda a parte, não se diz apenas: venha outro salazar!
Não!
Também se diz venha outro abril, a culpa é dos amigos de cavaco,  ai face oculta, a culpa é de todos os governos, das agências, do euro, da merkel, da euromanha, do sistema. 
(A culpa nunca é de quem os elegeu ou os calou, de quem os elegerá novamente e a seguir os negará.) 
E então dizem-me, para calar a conversa:
- São todos iguais! Devíamos fazer como se faz na Grécia!
- Se ao menos fizessem greve dia 24 para serem diferentes entre tantos iguais!

Mas não! Só o governo acredita que já estamos às portas de Atenas! Assim se compreende que em tempos de cortes e despedimentos tenha surgido ontem notícia de que vão ser admitidos mais 1000 efectivos para as forças de segurança.

Dia 24 vou para a porta do meu serviço mas não entro. À cautela vou levar o meu cão, Loukanikos!
Ele não é como os meus colegas! Não diz só ão!ão! Também morde!

11 comentários:

O Guardião disse...

Dia 24 não vou ao meu serviço, isso é certinho.
Cumps

maceta disse...

baixem-lhes as calças e verão como fica o cu...

abraço

JFrade disse...

Dia 24 não vou à hidroginástica nem à aula de História das Religiões. E também não tomo a medicação.

P.S. O Rogério disse-me, há cerca de uma hora, que não faz greve. Está desempregado.

do Zambujal (e em viagem...) disse...

Quem não tiver cão, leva gato!

Abraço

salvoconduto disse...

O teu cão está vacinado contra a raiva? Espero bem que não.

JFrade disse...

Afinal o Silva, o Nunes, o Almeida, o Sérgio e o Tomé também não fazem greve. Perderam o emprego.

Aristides disse...

Vamos ficar à espera que todos percam o emprego, para depois fazer o quê? Será isso JFrade?

Nosmo King telefonou-me e disse...

que:
A culpa é do pólen dos pinheiros
Dos juízes, padres e mineiros
Dos turistas que vagueiam nas ruas
Das 'strippers' que nunca se põem nuas
Da encefalopatia espongiforme bovina
Do Júlio de Matos, do João e da Catarina
A culpa é dos frangos que têm HN1
E dos pobres que já não têm nenhum
A culpa é das prostitutas que não pagam impostos
Que deviam ser pagos também pelos mortos
A culpa é dos reformados e desempregados
Cambada de malandros feios, excomungados,
A culpa é dos que têm uma vida sã
E da ociosa Eva que comeu a maçã.
A culpa é do Eusébio, que já não joga a bola,
E daqueles que não batem bem da tola.
A culpa é dos putos da casa Pia
Que mentem de noite e de dia.
A culpa é dos traidores que emigram
E dos patriotas que ficam e mendigam.
A culpa é do Partido Social Democrata
E de todos aqueles que usam gravata.
A culpa é do BE, do CDS e do PCP
E dos que não querem o TGV
A culpa até pode ser da cobra que hiberna
Mas não será nunca de quem governa.

JFrade disse...

Ó Aristides não sejas pessimista. Parece que, afinal, há cerca de 800 mil desempregados. Mas como nós somos + ou - 10 milhões isto dá uma percentagem de, ora deixa lá ver... 800 a multiplicar por... não a dividir por dá, espera aí, dá... 8 a dividir por 1, 1 não 10, bom, faz as contas mas não é muito, na Somália é muuuiiitttooo pior, acho eu. E depois para fazer o quê? Sei lá. Se o pessoal está desempregado não pode fazer greve, né? Olha, juntamo-nos todos e vamos reclamar. Onde? Também não sei. Talvez em Berlim, não? Não dizem para aí que os alemães é que mandam nos países do Sul da Europa? Então vamos todos, os do Sul, a Berlim chatear os alemães.

Compadre Alentejano disse...

Todos nós vamos ser poucos para a grande manifestação do dia 24...
Abraço
Compadre Alentejano

Zé Povinho disse...

Empregados, reformados, estudantes e desempregados, todos podem manifestar o seu desagrado no dia 24. Ficar em casa é para os acomodados, e nós sabemos que os há por aí, infelizmente.
Abraço do Zé