quinta-feira, 31 de maio de 2012

Não sei se sou italiano ou irlandês

Porque na mensagem anterior só tive direito a um comentário o qual, ainda por cima, reprova a minha decisão de reproduzir as imagens, redimo-me com a reprodução desta imagem única de autor que não consigo identificar.
O que nos move:

14 comentários:

jrd disse...

Ou estou com tonturas ou sinto-me australiano.

Um achado este poste.

Abraco

O fazedor desta imagem disse...

Com que então plagiamos, não pagamos nem sequer indicamos a fonte. Roubo da propriedade intelectual de terceiros é crime. Já fiz seguir queixa para a SPA e, por via das dúvidas, também para a ASAE. E estou a considerar a possibilidade de comunicar ao Dr. Silva Carvalho para os efeitos que ele, superiormente, achar por convenientes.
Resumindo: o Rei está tramado.

O Guardião disse...

Cada povo com o seu uso, cada roca com o seu fuso.

A imagem do post anterior é "pesada" mas não deixa de ser um alerta para a realidade, por enquanto ainda distante, mas...
Cumps

maceta disse...

tudo à medida dos consumidores...
abraço

Maria disse...

cum caneco...
tenho que ir ver os bonecos para escolher o que sou...

abraço.

M A R I A disse...

Hum... pingo doce? É pelas meninas das caixas ?
Está mal, a maior parte do pessoal que vai às compras em "estado de pingo ou quase pindérico" são as mulheres. Mereciam outra consideração .

Mas francamente acho que em Portugal só se corre atrás da Selecção Nacional de Futebol que está mais para o salgado que para o doce. :)

Um beijinho amigo

Maria

M A R I A disse...

Italiano???!!!!.....
Ora , o Rei é Português, logo, está certamente muito mais para Alentejano que à sombra do chaparro aguarda que venham elas atrás. É muito mais inteligente :)


Um beijinho

Maria

SD disse...

Nas equipas B só podem alinhar jogadores com idades entre os 16 e os 23 anos, havendo três vagas em cada jogo para futebolistas com mais de 23 anos. Em cada jogo, dos 11 titulares e sete suplentes, 10 têm de ser formados localmente. São formados localmente os jogadores que entre os 15 e os 21 anos tenham estado inscritos pelo menos durante 3 épocas no clube.

Sem Nome disse...

COMO É POSSIVEL VER ESTES ENCORNADOS A CRITICAR A GESTÃO DO PC??
TIVERAM VILARINHO, VALE E AZEVEDO E AGORA O ORELHAS...
TÊM UM PASSIVO MAIOR QUE NUNCA E PELO QUE PARECE ESTÁ CADA VEZ MAIS DESCONTROLADO.
RESULTADOS DESPORTIVOS É O QUE VEMOS....
O QUE DIZER DESTES ENCORNADOS TIPO OVELHA???
CONTINUEM QUE ASSIM É QUE É!!!!

O fotógrafo disse...

...que num determinado país foi criado um programa de incentivo à natalidade, porque o número de habitantes estava a diminuir e a proporção de idosos crescia assustadoramente.
Necessitando de mão-de-obra, o governo decretou uma lei que obrigava os casais a terem um certo número de filhos.
Previa também uma tolerância de cinco anos após o casamento, ao fim dos quais, o casal deveria ter pelo menos um pimpolho.
Aos casais que no fim do prazo não conseguissem ter um filho, o governo destacaria um agente auxiliar para que a criança fosse gerada.
Neste cenário deu-se o seguinte diálogo entre um casal:
MULHER: Querido, completamos hoje 5anos de casamento!
MARIDO: É... Querida e, infelizmente não tivemos um filho sequer.
MULHER: Será que eles vão mandar o tal agente?
MARIDO: Não sei... Talvez mandem.
MULHER: E se ele vier?
MARIDO: Bem, eu não posso fazer nada.
MULHER: E eu, menos ainda...
MARIDO: Vou sair, já estou atrasado para o trabalho.
Assim que do MARIDOs sai batem à porta: TOC, TOC, TOC!!!!
A MULHER abriu e encontrou um HOMEM de boa aparência à espera.
(Tratava-se de um fotógrafo que saiu para atender o pedido de uma família que queria fotografar a sua criança recém-nascida, mas que por um engano, foi para a casa errada.)
E seguiu-se o seguinte diálogo:
HOMEM: Bom dia! Eu sou...
MULHER: Ah, já sei! Pode entrar.
HOMEM: Obrigado. Seu esposo está em casa?
MULHER: Não. Ele foi trabalhar.
HOMEM: Presumo que esteja a par da minha vinda aqui?!...
MULHER: Sim, o meu marido também já sabe de tudo. E, eu concordo .
HOMEM: Óptimo. Então vamos começar.
MULHER: Mas já? Tão rápido...
HOMEM: Preciso de ser rápido, pois tenho ainda 16 casas para visitar, ainda hoje.
MULHER: Minha nossa! O senhor aguenta?
HOMEM: O segredo é que eu gosto do meu trabalho, dá-me muito prazer!
MULHER: Então vamos começar. Como faremos e onde você prefere?
HOMEM: Permita-me sugerir: - Uma no quarto, duas no tapete, duas no sofá e, uma em pé ao lado da mesinha do telefone.
MULHER: Serão necessárias tantas?
HOMEM: Bem, talvez possamos acertar na mosca logo na primeira tentativa.
MULHER: O senhor já visitou alguma casa neste bairro?
HOMEM: - Não, mas tenho comigo uma variedade de amostras do meu trabalho e.... (mostrou algumas fotos de crianças).
- Não são lindas??
MULHER: Como são belos estes bébés! Foi o senhor mesmo quem fez?
HOMEM:Sim. Veja esta aqui, por exemplo, foi conseguida na porta do supermercado.
MULHER: Que horror! O senhor não acha muito público?
HOMEM: Sim, mas a mãe queria muita publicidade.
MULHER: Eu não teria coragem!!!
HOMEM: Esta aqui foi em cima do autocarro.
MULHER: Cacilda!!!
HOMEM: Foi um dos serviços mais difíceis que já fiz.
MULHER: Claro, eu imagino!
HOMEM: Esta foi feita no inverno, num parque de diversões.
MULHER: Credo! Como o senhor conseguiu? Não sentiu frio?
HOMEM: Não foi fácil! Como se não bastasse estar a nevar, havia muita gente a assistir.Quase não consegui acabar.
MULHER: Ainda bem que sou discreta, e não quero ninguém a ver.
HOMEM: Óptimo, eu também prefiro assim. Agora, se me der licença, preciso armar o tripé.
MULHER: Tripé?!!!
HOMEM: Sim madame, pois o negócio, além de pesado, depois de armado mede quase um metro.
A MULHER desmaiou...
(De ansiedade, digo eu...)

Zé Povinho disse...

Vou pensar no caso!
Abraço do Zé

Xico disse...

Mas despacha-te que o tipo está à espera da resposta.
Abraço do Xico

Alberto Cardoso disse...

Olá Majestade.
Consegui autorização para mais um fim de semana em casa com a família. Estive a ler os postes e acho-os impecáveis. Então este dos vários países do Mundo é o máximo. Ri-me quando vi os tipos da Austália com os pés para o ar.
Também li os comentários e alguns deles não percebi. Parecem-me «fora do contexto», como costuma dizer o chefe dos guardas quando lhe falamos de qualquer coisa.
Majestade, desejo-lhe boa continuação.
Alberto Cardoso

samuel disse...

Austrália era muito bom! Apenas por ser bem longe...

Abraço.