terça-feira, 19 de março de 2013

A dificuldade duma letra rimar com Zirinha


A notícia não passaria de mais uma notícia à Correio da Manhã se não tivesse por detrás um exemplo da melhor música que se faz em Portugal e que muitas vezes, como no caso, acaba por ser revelada pelas piores razões. 
O compositor e cantor João Miguel está a ser julgado por alegada difamação a uma vizinha  que pede uma indemnização de 6.000 euros por uma canção sobre "o grilo da Zirinha".
A queixosa, de nome Alzira, alega que o tema insinua que os dois "tiveram um caso amoroso" e que a canção a torna alvo de chacota popular. Diz  que até as crianças da freguesia já cantam "o grilo da Zirinha" e que sempre que ouve o tema fica "uma pilha de nervos".
Na primeira audiência do julgamento, que decorre no Tribunal de Braga, a queixosa ficou nervosa, desmaiou e teve de ser assistida por um médico do INEM, quando o juiz decidiu "passar" aquele tema.
A segunda sessão do julgamento foi preenchida com o depoimento de uma sobrinha da arguida, que "dissertou" sobre a conotação sexual da palavra "grilo", sobre os vários outros nomes por que é conhecida, na gíria popular, a vagina. Aquela testemunha manifestou-se convicta de que, com a letra daquela canção, o arguido quis sugerir que mantivera um relacionamento sexual com a tia.
O arguido negou a intenção de difamar ou de ofender quem quer que fosse, disse que tinha uma relação "de grande amizade pessoal" com a queixosa e sublinhou que na freguesia há mais que uma Alzira. Alegou que foi tudo uma questão de rima.
Na letra, João Miguel da Costa apresenta a Zirinha como amiga e diz que um dia lhe pediu para que ela 0 deixasse tocar no "grilo". A Zirinha "não pôs isso em questão", não disse que não, e então o cantor começou "a apalpar".
(texto adaptado da notícia original)

Sacrifico a minha solidariedade com a senhora Alzira, que pelos vistos não distingue um grilo de uma grila, em troca da admiração pela criação e interpretação de um tema que me toca particularmente.

4 comentários:

Anónimo disse...

Think about the situation the location where the afterwards is made by the body processes in reduced [url=http://lfcream.com]buy lifecell[/url] be straight soaked up through the pores and skin. lifecell However, with the moving time, this natural capability in the http://lfcream.com same time, the sweating glands and sebaceous glands of your skin across the eyesight submission is significantly less, are particularly vulnerable to dry out and become dried up.

Manuel Silva disse...

Logo hoje que, pela primeira vez - e última, juro - fiz sessenta e nove (a boca ainda me sabe mal, tais foram os exageros), logo hoje, dizia eu, venho encontrar no Rei dos Leittões um fraco aspirante a Quim Barreiros a cantar (?) loas ao 'grilo da Zirinha'. E a mal agradecida, em vez de ficar grata pela publicidade, ainda quer que o 'cantor' a indemnize. Que grande falta de pouca vergonha! O mundo está virado do avesso, não hajam dúvidas…

cid simoes disse...

A Zirinha, o João Miguel, o público, o país zirinho. É muita fruta indigesta antes de ir dormir.

Jorge P.G disse...

Olha, sabes o que te digo?
VIVA o grilo da Zirinha!

Um abraço