quinta-feira, 11 de abril de 2013

Uma semana passada

Não somos só nós que nos passamos, as semanas também. Um porco, é sempre para abater. Há porcos de engorda, porcos machos e porcas parideiras. Também há porcas de enroscar mas isso é de outro domínio. Há porcos com poder, esse é o seu domínio. Os porcos com poder nunca me dominaram apesar de ter de comer com as suas sentenças, de ter de beber as suas mentiras formalmente correctas. De tanta porcaria que nos entra pela vida e pela casa dentro, de tanta afronta, de tanta notícia, chegamos a um ponto em que fartos da porca realidade, enfiamos a cabeça debaixo das mantas.
No dia 1 de Abril eu fiz isso e entrei em coma. Quando acordei no domingo e me contaram a semana passada, parte do problema parecia estar resolvido. O país começara a funcionar: o maior partido da oposição voltara a existir e tinha apresentado um moção de censura, os réus da Casa Pia tinham sido presos antes de morrer, um ministro tinha-se demitido, o tribunal constituicional tinha chumbado um orçamento fora da lei.   
Acontece que foi sol de pouca dura, um porco com poder determinou, por despacho, que o país não podia funcionar e que teria de entrar em coma induzido.
Mas não há ninguém que coma a carne destes porcos??


7 comentários:

Mar Arável disse...

Há porcos intragáveis

Abraço

Maria disse...

Já apodreceram. Não prestam.

Beijo.

Olinda disse...

A carne destes porcos estâ putrefacta,carregada de vermes!Deve ser incinerada bem longe(pode ser na Alemanha),para evitar epidemias!

Qu'ê isso? "inda" bem,que sou "vega"...

heretico disse...

entra chouriço - sai porco!

abraço

O Puma disse...

O meu neto
que fala por gestos

é um sábio

Abraço

maceta disse...

cuidado que esses porcos têm peste suína...

abraço

maceta disse...

cuidado que esses porcos têm peste suína...

abraço