terça-feira, 17 de março de 2015

Promoção de Portugal


Portugal tem praias bonitas, sol, mulheres bonitas, a Nazaré, a Fátima, a Amareleja e agora, no voz do presidente que fala francês, algures em Paris num luxuoso hotel, tem também para oferecer mão de obra flexível e barata.

Há meia dúzia de anos que os batedores da selva mediática vinham "informando" que teríamos herdado da revolução de abril a legislação laboral mais rígida da europa, responsável pela inibição da criação de emprego e pela incapacidade de concorrência das nossas empresas. Eis senão quando, num abrir e fechar de acordos laborais, o magistrado mor publicita bem no centro da europa que temos "mão de obra flexível". 

Quer isto dizer que é fácil despedir, é fácil chantegear, é fácil pôr e dispôr,  é barato e dá milhões.

Uma maioria, um governo, um presidente. O serviço (leia-se "a merda") já está feito. Podem ir embora agora!?
Gozai em descanso os rendimentos das vossas reformas e medidas porque isto vai levar muito tempo a reconquistar.

4 comentários:

O Puma disse...

Não venha por aí outra alternância

cid simoes disse...

E é essa coisa reles que gente duma classe reles tem mantido na governança.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Acho
que anda para aí um gajo
que vai desembaraçar
baralhar
e voltar e embaraçar

Mas não tem de ser assim

jrd disse...

Três igual a uma.
Uma maioria, um governo, um presidente igual a une merde (pardon my french.