sexta-feira, 1 de abril de 2016

Nunca minto


Nunca minto! Posso enlear-me nas teias da ficção, encarnar um suíno, ou dizer que navego em águas turvas quando, na verdade, não sou barco nem peixe, mas nunca minto!

Hoje é dia das pessoas se divertirem com mentiras, irreprováveis, porque é dia 1 de abril. E a brincadeira chega até aos noticiários e às manchetes dos jornais!...

Terá graça nos indivíduos de quem nunca se espera uma mentira mas é paradoxal nos média que com arte e engenho nos mentem todos os dias!

E, dito isto, num tempo em que há dias de tudo e para tudo, em que o "dia de" está banalizado, eu não acrescento mais um, mas proponho uma troca, que o dia 1 de abril passe a ser o Dia da Verdade, o dia em que ninguém, nenhum jornal ou televisão mente!

3 comentários:

Zé Povinho disse...

O Dia da Verdade? Era preciso silenciar muita gente, calar rádios e televisões, não editar jornais... Porra, isso seria o Dia do Silêncio.
Abraço do Zé

do Zambujal disse...

Proposta não admitida a sufrágio. Tinha alguma graça. Seria uma sensaboria.

heretico disse...

Não há "Lucina" que os salve...