terça-feira, 24 de julho de 2007

O verdadeiro estado da Nação

Bom! Democracia!? - Vamos ver: um acumular de casos.

Imagem retirada do blog "Luta Social"


O verdadeiro estado da nação, o verdadeiro estado da democracia, o verdadeiro estado em que as coisas estão, o verdadeiro Estado que temos!
Gosto de escrever, gosto de ler, gosto do meu país, gosto da vida! Às vezes apetece-me escrever, às vezes apetece-me ler, às vezes apetece-me intervir no meu país, às vezes apetece-me só cantar a vida!
Ler é mais fácil que escrever, é mas fácil cantar enquanto os outros lutam com outras armas!
Sei aonde quero chegar com estas palavras mas receio não me fazer explicar sem ficar com alguma culpa!
Também não vale a pena escrever o que está escrito, não vale a pena repetir trabalho feito!
- Estarei a justificar-me!? Poderia acrescentar umas ideias ou umas formas de dizer!? Talvez! Mas pra quê!? Às vezes dá-me vontade de transformar o "Rei" numa espécie de portal que apontasse para aqui e para acolá, numa função de orientar a boa gente que por aqui cai à procura deste, eu que sou tantos outros que se encarregam de por mim pensar... estarei a vaguear!? -Não! Não estou só! Vamos gerir recursos! Não vamos erguer a nossa voz além do coro! Quando eu entender que tenho alguma coisa a acrescentar, direi de minha justiça! Quando já está dito, está dito!

Fica assim: a rapidez das ideias e a intensidade dos sentimentos ultrapassa a lentidão e a racionalidade da escrita, por outras palavras estou bloqueado! Mas não estou parado: acabo de ler o Luta Social, encontrei este post, gostei e ele aqui está, pode parecer meio longo mas ajuda a pôr as ideias no lugar.
Quando for a minha vez eu "botarei" palavra! Não baixarei a pena, nem a voz, nem as mãos, nem os braços, nem os pendentes nem o c.... foda-se que já ía dizer asneiras! Boa noite meus senhores, passem todos muito bem!

3 comentários:

Anónimo disse...

A propósito deste post relembro-vos ZECA AFONSO que jamais deixou de cantar a vida.
E se alguma coisa nos ensinou foi precisamente que por vezes chega mais longe a voz daquele que canta do que a voz daquele que se limita a chorar.

CORCUNDA disse...

A meditação e a reflexão, para além de fazerem bem à alma, também podem ser muito produtivas.
Abraço e bons desbloqueios.

João Rato disse...

Anónimo
Enquanto o povo chora eles assobiam para o lado! Se cantarmos pode ser que eles fujam - detestam a harmonia!

Corcunda
Vale mais um pensamento dos nossos que mil actos deles!
Estarei a ficar desbloqueado!?