quarta-feira, 11 de julho de 2007

Pachorra

Sinto-me sem pachorra para "postar". A culpa é da Conjuntura! A Conjuntura é tão...tão... que não tem adjectivação que se lhe amande. Vivo com a Conjuntura desde que me fiz ser, pessoa, cidadão. Nunca vi a Conjuntura como agora: vive em Cascais e no Intendente; é secretária do governo e trabalha na caixa do Continente; é formada e não consegue redigir uma linha; acusa 0,0 no balão e tem uma vinha; tem um Jaguar e deve a conta do pão; constrói a pobreza e exalta o patrão; cultiva os humildes e gaba-lhes a inveja; compra roupa de marca e põe esmola na Igreja...
A minha relação com a Conjuntura é para toda a Vida - assim seja! Sou um Corno da Conjuntura! Fui traído pela Conjuntura! Não me resta outra saída senão viver o resto dos meus dias com a Conjuntura! Puta da Conjuntura! Puta que pariu a Conjuntura!

« E agora estou perdido!
Devo parar?
- Não, se páras, estás perdido.» (Goethe: Poemas.)»

5 comentários:

Metralhinha disse...

Não vivemos da conjuntura, da estrutura ou de qualquer outro ciclo: vivemos o momento que o tempo não dá para mais.

Moriae disse...

A p ... da conjuntura fez a Manif de hoje :( O momento é mesmo de pesar :(

Watchdog disse...

Em parte concordo com o metralhinha! Vivamos o momento... mas porra, são momentos dificeis! Lá está, é a p... da conjuntura !

Watchdog disse...

É só para dizer que gostei e partilho contigo a angústia...

João Rato disse...

metralhinha
corrijo: a Conjuntura do Momento

moriae
só não fui porque não tinha roupa para a ocasião

watchdog
Partilhemos a Conjuntura, ela é mulher para muitos homens!