quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Férias no 8

Ora cá estou eu, o homem dispensado do serviço no mês oito e que se recusa a ir de férias em Agosto! Olha, pelo menos posto, "mais bem" postado ou "mais mal" postado - qual melhor qual carapuça! - vou postando, português num português despreocupado, sem objectivos determinados, sem linha de pensamento, sem discurso elaborado, sem prosa conexa, mas enfim conectado - SAPO ADSL A MELHOR E A MAIS CARA!

O ANO PASSADO
1- Uma família artilhada de chapéus e de toalhas - vai sair?!
Gaita, eu costumava ouvir isto no parque de estacionamento, agora na praia!?
2- Hoje se calhar pró almoço chegam umas sandes! - Quanto custaram?
Eh pá está certo! Esta gente tem de ganhar em Agosto pró ano todo!
3- Hoje à noite, um frango? - Que bicha!
- Cê quer com ou sem picante? - Eu pêdi um frango não um pinto!
4- Está na hora de um jantar fora! - Hora e meia à espera para ser atendido desta maneira!
Eh pá está certo! Isto é malta de emprego sazonal sem tarimba e sem experiência!

MÊS OITO
Uma parte do país que tem de trabalhar, uma parte do país que não pode trabalhar, uma parte do país em férias, uma parte do país a trabalhar para a parte que está em férias...
(omito por propósito e respeito a parte dos nacionais que tem as férias de sonho com que nem sequer sonhamos)
Mas terá mesmo que ser assim? Será que uma parte da economia terá de viver do mês da Agosto, forçada a aplicar preços altos? Será que terão de continuar a existir oportunidades de emprego apenas para Agosto? Será que a maior parte das pessoas com remedeio terá de pagar as férias no mês mais caro?

Claro! As férias da escola e os pais com elas, os professores, os funcionários do estado e por arrasto mais não sei quantos serviços e unidades para os quais o melhor é parar ou o meio gás no mês de Agosto!

POR EXEMPLO
Ouvi falar que noutros países da Europa - e não me julguem por aqueles que se argumentam sempre com o "na Europa é assim" portanto é assim que deve ser! - as férias escolares não ocorrem em períodos coincidentes em todas as regiões de modo a aliviar a lotação das infraestruturas turísticas e consequentemente a alargar o período de actividade, gerando mais emprego e permitindo a redução dos preços.
A existência de três calendários de férias escolares diferentes para Norte, Centro e Sul, de rotatividade anual tipo Junho-Julho/ Julho-Agosto / Agosto-Setembro poderia permitir uma dispersão saudável para a economia, para as empresas e serviços, para o emprego e por último para as pessoas!

E digo por último para as pessoas, porque se o governo topar que isto traz vantagens para as pessoas, em particular para os funcionários do estado e para os professores, então está aí uma razão mais que suficiente para não aceitar a sugestão!

Por favor façam um lei com trinta e três artigos, discutam-na trinta e três dias e aprovem-na com os votos contra do PS!
-O quê? Dizem-me aqui que não é possível?! Mas eu também não disse que era para ser já!

Devo voltar ao assunto das férias em Agosto?

4 comentários:

Metralhinha disse...

E quem não vai de férias ou está a trabalhar ou é pelintra!

MARIA disse...

A sugestão é excelente, logo não deverá ser aceite ... em princípio. Às vezes dos melhores e dos que consideramos piores temos agradáveis surpresas.
Por outro lado desconsidera um aspecto : a importância da praia em particular para oa miúdos e o facto de não ser fácil fazê-la fora da época de verão.
Mas claro se existissem alternativas com essa dignidade, poder-se-iam dividir por diferentes realidades culturais e de lazer mesmo as férias dos miúdos.
Férias em Agosto, ainda por cima por imposição , é de facto aquela dose ...

Zé Povinho disse...

Dos que ainda não estão no desemprego e não estão de férias, ainda há muitos, como eu - a raia miúda. É que só posso tirar duas semanas no Verão, ao contrário dos meus chefes.
Somos todos iguais, não é?
Abraço

João Rato disse...

metralhinha
maria
zé povinho
isto foi só uma ideia...
de Agosto nada quero, é vosso!