terça-feira, 11 de setembro de 2007

Sex Pistols - Anarchy In The UK

Pretendo apenas espreguiçar a revolta,
Espicaçar as incómodas sestas.
Sou um punk rural!
Sou um punk rural!
Vou manter esta música no cabeçalho,
Alguns irão perguntar porquê,
Alguns irão gostar.
Lembrei-me dos Sex Pistols.
Apeteceu-me perder a consciência
A provocar consciências.
Deu-me para partir a loiça,
Carvalho, não há paciência!

Certo! Agora, há, há
Eu sou um anticristo
Eu sou um anarquista
Não sei o que eu quero
Mas sei como conseguir
Eu quero destruir transeuntes


Porque eu quero ser a Anarquia
Ninguém, cachorrada!


Anarquia para o Reino Unido
Virá em algum momento e talvez
Dei o tempo errado, parei o fluxo de trânsito
Seu sonho futuro é um esquema comercial

Porque eu quero ser a Anarquia
na cidade!

Quantas formas existem para conseguir o que se quer?
Eu uso o melhor
Eu uso o resto
Eu uso o inimigo
Eu uso a Anarquia


Porque eu quero ser a Anarquia
É a única maneira de ser


Isso é a M.P.L.A. ou
É o U.D.A.? ou
É o I.R.A.
Eu pensei que fosse o Reino Unido
Ou apenas um outro país
Outra propriedade do Conselho!


Eu quero ser a Anarquia
Eu quero ser a Anarquia
Oh, Que nome


Eu quero ser a Anarquia
Você sabe o que significa?


E eu quero ser a Anarquia
Ficar bêbado
Destruir!

10 comentários:

Kaotica disse...

Pelo menos a ti deu-te para a punkalhada de qualidade. Vê lá que eu nas férias, em pleno Alentejo, desencantei numa loja um Best Of dos Ramones e lá fazia eu o almoço ao som do China Is a Punk Rocker em altos berros, lembrando imagens de um longíquo horrendo concerto com aqueles manos catatuos meios cegos meio surdos a fazer um enorme alarido com as guitarras eléctricas que nunca souberam tocar. Mas também nunca desistiram!
Gostei da tradução!

Abraço

MARIA disse...

Olá, eu também quero.
Também quero ser a anarquia.
Ficar bêbada e destruir o status quo .
Entretanto deixei no meu blog um anelinho da corrente da amizade com que aqui prendeu a Maria.
E deixei-lhe uma menina bonita a cantar o que não poderia eu cantar , com melhor gosto para collants que as suas moçoilas...
Agora vou a casa dos outros 9 amigos.
Bjs
Maria

Zé Povinho disse...

Ora bem! Concorrência à minha anarquia por estas bandas. Esta vida desperta-nos a revolta com as injustiças que pululam por todo o lado.
A tradução está porreira e encaixa no espírito da música dos Pistols.
Abraço do Zé

Watchdog disse...

Temos cá uns bons rapazes (Peste & Sida) que não devem nada aos Sex Pistols!


1 Abraço!

Moriae disse...

"Desobediência civil" e mais não digo!
Bjinhos a todos!

João Rato disse...

kaótica
nem que fossem os Sex Pistols, música punk não combina lá muito bem com Alentejo.
Tenho um vinil 33 dos Ramones, concordo, os Sex Pistols, arranham mais.
Abraço

Maria
et vive la anarchie!
Estamos na mesma corrente, só não sabemos aonde iremos parar!
bjs

zé povinho
na anarquia não há concorrência.
Um abraço anarca

watchdog
nós temos de tudo um pouco, até punks
um abraço

moriae
sim, estamos num tempo e num regime em que é preciso ter cuidado com as palavras, não vá a malta dentro e os ladrones fiquem em nossa casa

o guardião disse...

De anarkas todos temos um pouco, também não admira, estamos em Portugal. A tradução está fixe.
Cumps

Cristina disse...

A malta bem precisa de um bocadinho de revolta... andamos todos um pouco apáticos! Parabéns pelo blog!

CORCUNDA disse...

Eeeeh! Como eu me lembro destes gandas malucos. Tenho cá no estaminé o Never Mind the Bollocks e o The Great Rock 'n' Roll Swindle em vinil. E em CD também! De vez em quando lá "varro" a casa com altíssimos decibeis. Quem paga é a Maria e o gato!
Mas curto mais os Clash.
Saudações!

João Rato disse...

guardião
só que uns somos mais anarkas do que outros

cristina
obrigado, tenho que dar uma volta pelo teu canto

corcunda
eina pá! Já não me lembrava dos Clash, pior, já nem me lembro de alguma coisa deles que se assobie!