segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Mas que merda é esta?

Adulterado do blogue Alma Social
"Merda"- a palavra mais versátil da língua. Quem nunca disse "merda" a despropósito da essência da própria substância que atire a primeira pedra. Dizemos "merda" por duas razões: por tudo e por nada.
ORIENTAÇAO GEOGRAFICA: -Vai à merda!...
ADJECTIVO QUALITATIVO: -Tu és uma merda!
MOMENTO DE CEPTISMO: -Não acredito em merda nenhuma!!
DESEJO DE VINGANÇA: -Vou fazê-lo em merda!
ACIDENTE: -Já fizeste merda!
EFEITO VISUAL: -Só vejo merda!
SENSAÇÃO OLFACTIVA: -Cheira-me a merda...
DÚVIDA NA DESPEDIDA: -Porque é que não vais à merda?
MOMENTO DE SURPRESA:-Merda!!!
SENSAÇAO GUSTATIVA: -Não comas esta merda!
DESEJO DE ÂNIMO: -Anda mais rápido com essa merda!!
SITUAÇAO DE DESORDEM: -Isto está uma merda!
REJEIÇÃO: -Não quero essa merda!
DESCOBRIR O PARADEIRO DE ALGO: -Nao sei onde está aquela merda!
INTERJEIÇAO COMUM: -Mas que merda!!
COMPARAÇAO: -É tudo a mesma merda!!
SAIR DO TRABALHO: -Vou-me embora desta merda!!
A POLÍTICA: - É uma merda!
O GOVERNO: - É uma merda!
O PRIMEIRO MINISTRO: - É o Sócrates!
E para rematar: -Estou-me a cagar para essa merda!

Enfim! Um poste de merda! Ver também: A merda

14 comentários:

salvoconduto disse...

Eu se fosse a ti não utilizava esse papel higiénico. Ainda ficas com urticária no dito.

Salvo eu seja se não fizeste um post da merda!

quink644 disse...

Se puder contribuir... também participarei, para cagar nessa merda...

O Guardião disse...

Com mil diabos! Estava eu a apreciar a prosa quando acabo por deparar com o imaculado papel conspurcado com aquela verdadeira bosta.
Não é trabalho que se faça, Majestade!
Cumps e por favor limpe essa coisa pestilenta

MARIA disse...

Majestade,
Estava eu posta em merda a cogitar em que merdas andaria o reino de Vª nobilíssima Majestade ocupado, quando me lança esta revelação : então Vª Majestade também é daqueles que não escolhe o papel higienico?
Vale mais um limpinho e sem bonecos para uma eficácia mais garantida. Creia...
Quando a necessidade é limpeza, é sempre bom não ficar pela forma e usar qualquer coisa de substancial qualidade.
Olhe que gerir mal este tipo de recursos só dá .....

Para si um beijinho muito limpo e amigo.

Maria

Camolas disse...

Tiras-me o apetite para a almoçarada, camarada!

Camolas disse...

Tiras-me o apetite para a almoçarada, camarada!

Camolas disse...

Tiras-me o apetite para a almoçarada, camarada!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Majestade

Estava eu a cogitar nesta merda de País,quando decidi blogar.
Então fiz um texto mesmo a malhar. Mas que título lhe deveria dar?
Então lembrei-me dum poema de Vossa Majestade que tinha um título que vinha mesmo a calhar: TERRA DO NÃO.
Mas não quis plagiar. Vem lá a vossa menção.

Abraço do SIM pela reconstrução.

Compadre Alentejano disse...

Isto é que está cá uma merda!!!...
O Sócrates, claro!...
Um abraço
Compadre Alentejano

André D'Abô disse...

há ainda o clichê dentre os atores e pessoas de teatro: "Merda para você"... espero que esta evocação tenha sempre o significado anedótico-teatral, que as demais variáveis de seu campo semântico jamais poluam esta demonstração de carinho e incentivo, significando: "Desejo para você os atributos deste ou daquele governo, desta ou daquela política."
Um abraço.

polidor disse...

é realmente uma palavra bem adequada em muitas circunstâncias...

ferroadas disse...

Mas que grandissima merda (a situação do meu país)

Abraço que não cheira a merda

alex disse...

Que grande merda?
Que grande merda!
Que merda...
Sócrates até para limpar merda não te quero!!
Baza! Baza!
Vai para casa,casa.
Um abraço bem lavadinho

Jorge P.G disse...

ISTO É QUE VAI UMA MERDA, hein?!

Logo agora, que o Costa qué frô quer levar a merda de Lisboa para mais longe da beira-rio...

Um abraço