terça-feira, 5 de junho de 2018

Senhores professores desmontem o senhor Costa

Diga lá outra vez senhor Costa: 600 milhões?
Nós sabemos como surgiu esse número:
- Ó pá dizemos 1000 milhões!
- Ó pá esse é um número muito elevado, da ordem das fraudes bancárias!
- Então dizemos 200 milhões!
- Isso soa a pouco, parece mais um ordenado de administrador!
- 600 milhões?
- Parece-me bem! Agora arranjem variáveis para alcançar esses resultado!

Diga lá outra vez senhor Costa: 600 milhões só este ano?
Dos 120 000 professores não chegarão a 100 mil os que estão na carreira, sendo que alguns destes estão presos em alguns escalões por questões de avaliação e existência de vagas. 

600 milhões a dividir por 100 mil, dá 6 mil euros por ano, 500 por mês! Quererá dizer portanto que os professores, se não lhe roubassem tempo de serviço, teriam em média um aumento de 500 euros por mês por subirem, em vez de um, dois escalões. Ora, como a variação entre escalões anda, em média à volta dos 160 euros ilíquidos, como o descongelamento é apenas de 25%, os 160 passam a ser só 40. Como parte é devolvido às contas públicas através de impostos, vamos falar com os poucos professores que já receberam mais algum:

- Com que então seu privilegiado, já te descongelaram o salário?
- Grande coisa, fiquei a receber mais 20 euros!

Senhor Costa: 20x12x100000 dá 24 milhões!

É claro que as minhas contas podem não ser muito rigorosas porque não disponho de dados exatos. No entanto servem para provar que a vossa mentira é grande demais para não saberem que estão a mentir. Pior ainda, sabem que o povo acredita!

Que roubem, ainda é como o outro, agora que roubem e mintam, já me parece demais.

Por isso, Senhor António Costa, da minha parte, pode até substituir o Brandão pela Maria de Lurdes: ACABOU!




6 comentários:

do Zambujal disse...

Muito bem, amigo, camarada, colega (tu ainda no activo!)

Valente abraço

Rogerio G. V. Pereira disse...

Acho que o Costa vais perceber.
Ele é bom em aritmética...

Manuel Veiga disse...

esperemos pela "prova real"...
ou será "real prova"?

Donatien disse...

Como diria o Gobbels...

Mar Arável disse...

Sempre de costas
o Costa

Mar Arável disse...

Sempre de costas
o Costa