sábado, 3 de janeiro de 2015

Não se cura o doente por lhe medir a temperatura


Eu era puto mas lembro-me que todos os dias o rádio que havia em casa, dizia nas notícias a temperatura do homem que tinha caído do assento. Acredito que os adultos retivessem para o dia seguinte o valor Celsius do corpo do candidato a defunto, da mesma forma que nunca se esquecem os graus que ontem teve o tempo, se deles fizermos registo na memória. Certo é, que entretido com as pioras e melhoras sucessivas do velho que nunca mais morria, o povo nem deu por ela que afinal a primavera não acontecia. Não fosse por um levantamento de rancho duns soldados, nem tinham dado conta de que "o botas" de quem tinham feito o funeral, não tinha batido a bota assim tão completamente.


Pois aqui estamos e,  dia após dia, vai sendo notícia, como se dum registo de temperatura se tratasse, quem é que de nome grande vai a Évora em visita ao homem que caiu da sua graça e aproveita para exibir uma chalaça num desejado microfone circundante. E entretido, o espetador peão, nem dá conta de que já é outro o presidente do conselho!

Já me enjoa ver aquela parede branca que diz évora com minúscula! Culpado ou inocente daquilo de que uns o acusam, está muito bem preso por aquilo de que eu e tantos outros o acusamos.
Mas aquilo que urge realizar, é o Passos e o Cavaco despachados para as américas num embrulho de "chaimite". Exilados, seria mais fácil esquecê-los e os marcêlos, em vez  de falarem deles na televisão, iriam com eles e com os seus banqueiros - porque eles não conseguem respirar uns sem os outros!...

4 comentários:

cid simoes disse...

Tã'lindos1... e contentes. O Sócras à sombra já não chateia o Costa.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Percebo, ao ler-te
a importância do teu regresso
não teres regressado
era como se fosses tu o preso

ninguém tem o direito de se auto-silênciar

essa self é um must

José Lopes disse...

Um regresso en força, mesmo a tempo de dar uma ajuda no intuito de correr com esta malta que tem chafurdado nas cadeiras do poder, lixando quem trabalha honestamente. As eleições estão ao virar da esquina e este povo precisa duns abanões para acordar.
Cumps

heretico disse...

de peregrinação em peregrinação ainda fazem dele um novo Mandela!...

das nobres causas da regeneração da Justiça!